Home > Notícias

Microsoft e Intel, enfim, anunciam a plataforma ultraportátil Origami

09/03/2006 às 10h44

Foto:

A Intel e a Microsoft, enfim, anunciaram, nesta quinta-feira o primeiro de três equipamentos desenvolvidos debaixo da plataforma de computação ultraportátil, cujo codinome, que vazou na web, era Origami.

Durante o anúncio, realizado na Cebit, as empresas disseram que a Microsoft ficou responsável por produzir uma versão do Windows XP Tablet específica para o novo estilo do equipamento, enquanto a Intel focou nos processadores.

A Intel, no entanto, não desenvolveu nenhum chip específico para o novo computador ultraportátil.

Um dos três aparelhos, desenvolvidos pela Samsung, tinha um chip Intel Celeron M de 900 MHz, processador desenvolvido para computadores móveis e não para a nova plaforma.

A Microsoft disse que passou mais de um ano e meio trabalhando em um sistema operacional para a nova plataforma ultraportátil, para que tivesse certeza de que ela funcionaria com telas sensíveis a toque.

O novo sistema operacional da Microsoft também tem recursos que já existiam nas edições anteriores do Windows para tablet PCs, como a capacidade de fazer notas na tela do computador.

Além da Samsung, que já havia mostrada sua versão do Origami, as empresas anunciaram que a Asustek, de Taiwan, e uma empresa coligada a Founder Group, da China, também vão produzir o equipamento.

O Origami pode rodar vídeos e funciona com a internet móvel, pois suporta os padrões WLAN, 802.11 A/G e BlueTooth. No futuro, ele também vai dar suporte a terceira geração (3G) de celulares em redes sem fio.

Dan Nystedt e Martyn Williams são editores do IDG News Service, em Taipei.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail