Home > Dicas

Upgrade de armazenamento

O que você deve levar em conta na hora de procurar mais espaço para seus arquivos

Kirk Steers – PCW/EUA

10/03/2006 às 15h53

Foto:

O que você deve levar em conta na hora de procurar mais espaço para seus arquivos

Se você mantém músicas, fotos, vídeos e outros arquivos grandes em seu computador, são grandes as chances de que você esteja pronto para expandir seu sistema de armazenamento. Felizmente, adicionar espaço extra para seus arquivos e aplicações está mais fácil e mais barato do que antigamente.  Veja, a seguir, o que você deve considerar antes de partir para um upgrade:

Escolha a mídia certa – À medida que os preços dos drives e das mídias caem, os DVDs estão se tornando mais viáveis para armazenamento em PCs. Se guardados adequadamente, os discos de DVD e outras mídias ópticas são mais confiáveis do que seus equivalentes magnéticos, incluindo drives de memória flash USB e discos rígidos externos. Armazenar grandes volumes de dados em DVD também pode ser mais barato do que mantê-los em discos internos ou externos. Um DVD-R single-layer de 4,7 GB custa, em média, 0,45 real por gigabyte, muito abaixo do preço por megabyte de um disco rígido interno, que gira em torno de 3,17 reais (considerando unidades de 80 GB). Entretanto, os DVDs dual-layers de 8,5 GB – que custam aproximadamente 19 reais, ou 2,23 por gigabyte –  não é um negócio tão bom. Confira preços de mídias de DVD e compare  preços de disco rígido internos e externos .

Se seu computador ainda não conta com um gravador de DVD, você deve acrescentar o custo do drive propriamente dito. Pagar entre 200 reais e 300 reais por uma unidade DVD+RW/-RW retarda a economia em relação ao disco rígido interno até que você armazena entre 250 GB e 500 GB de dados. A grande desvantagem do DVD em relação ao disco rígido para muitas pessoas é o tempo de acesso a arquivos – DVDs são melhores para armazenamento de arquivos que você vai consultar apenas de vez em quando.

Pense à frente  – Os dias da velha interface ATA paralela (ou IDE) estão contados. Apesar do fato de que as novas placas-mãe devem continuar a incluir pelo menos um conector PATA para discos ópticos no futuro imediato, o suporte a PATA/IDE tende a acabar. Se seu computador atual não suporta interface Serial ATA, você pode comprar um adaptador que permitirá a conexão de um disco SATA em um conector PATA. Mas não é fácil encontrar produtos desse tipo no mercado brasileiro.

O uso de um conversor limita a taxa de transferência de dados de um disco SATA a 133 Mbps (padrão da interface PATA). Para explorar ao máximo a capacidade de um disco SATA, você precisará instalar uma placa adaptadora SATA. Ao adicionar um drive SATA a uma placa-mãe não SATA vai ser necessário também instalar um adaptador de energia SATA especial para conectar o drive à fonte de energia do computador.

Se você dá valor ao seu tempo (quem não dá?), pode evitar todo o transtorno de abrir o gabinete do seu PC ao gastar um pouco mais para adquirir um disco rígido externo. Essas unidades custam duas ou três vezes mais o valor de um equivalente interno, mas são consideravelmente mais fáceis de instalar e permitem o compartilhamento de arquivos com outros computadores – incluindo aqueles que você terá no futuro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail