Home > Notícias

VoIP crescerá 87,5% ao ano na América Latina até 2011, diz estudo

Serviços associados à tecnologia movimentarão 1,1 bilhão de dólares até o final do período, prevê Frost & Sullivan

24/03/2006 às 11h15

Foto:

Entre os anos de 2005 e 2011 o número de linhas de VoIP (voz sobre IP) na América Latina deve apresentar um crescimento anual de 87,5%, fazendo com que os serviços associados à tecnologia movimentem 1,1 bilhão de dólares até o final do período.

Os dados são de um estudo da consultoria Frost & Sullivan, que diz ainda que o Brasil deve ser responsável pela maior base de usuários da tecnologia na região, ficando com 49% do montante.

A previsão baseia-se na expectativa de que as operadoras Intelig e Embratel finalmente invistam em serviços de VoIP para não perder receita com a queda de ligações de longa distância.

Apesar do cenário otimista, os fornecedores enfrentarão adversidades, tais como o alto custo dos equipamentos de IP e a ausência de uma regulamentação clara que podem intimidar os investidores, além da base restrita de assinantes de banda larga na região.

A consultoria prevê ainda que, mesmo com as diferenças regulatórias entre os países, a longo prazo os serviços de VoIP não só impactarão o tráfego de chamadas de longa distância como também começarão a provocar mudanças no tráfego local de voz.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail