Home > Notícias

Bill Gates fala sobre o futuro das aplicações corporativas

Chairman da Microsoft fala sobre convergência de aplicações convencionais e hospedadas e descreve um dia de trabalho no futuro

Por China Martens, para o IDG Now!*

28/03/2006 às 14h03

Foto:

Os usuários corporativos cada vez mais combinarão softwares empresariais a funcionalidades online, disse Bill Gates na segunda-feira (27/03).

Em sua apresentação durante a Convergence, conferência anual para usuários de aplicações de negócios da Microsoft, o chairman e chief software architect da companhia também compartilhou sua visão sobre as mesas “inteligentes”, que fiuncionarão como telas adhoc para dispositivos sem fio.

Ele mal tocou no assunto do anúncio de que a companhia aumentará os esforços para facilitar a oferta de versões hospedadas do seu software de CRM (customer relationship management), além de prover novas capacidades de integração para o ERP  (enterprise resource planning) Dynamics GP.

Ao invés de comentar a questão, Gates falou em termos mais gerais sobre a convergência do mundo mais “estruturado” das aplicações de finanças e recursos humanos com os elementos da internet, como a capacidade de misturar dados de diferentes ferramentas e fontes.

Ele praticamente se esquivou de comentar se a Microsoft planeja um dia colocar todas as suas aplicações no modelo hospedado em web.

“Não acreditamos que haverá uma grande movimentação para apenas um modelo em detrimento do outro”, disse o executivo.

O software tradicional continuará a ter apelo, com as aplicações hospedadas se tornando mais populares entre as empresas de menor porte, defendeu ele.

Para o futuro, Gates afirmou que a Microsoft está trabalhando em um “pedaço de software que falta” para criar regras que determinem como uma aplicação responde, em nome de um indivíduo, a diferentes pessoas.

Ao invés de mandar uma mensagem genérica de “fora do escritório”, o software responderia de forma individualizada de acordo com quem está procurando a pessoa.

Gates demonstrou ainda um dia de trabalho no futuro, usando tecnologias em desenvolvimento pelo time de pesquisa da Microsoft em um palco divido em três ambientes: casa, escritório e aeroporto.

Em casa, Gates acessou uma grande tela sensível ao toque contendo um mix de informações sobre família e trabalho, incluindo um calendário e a localização de cada membro da família, graças a um sistema de GPS (global positioning system).

A tela mostrava ainda feeds de notícias e, ao identificar alguma matéria de seu interesse, Gates podia acompanhá-la por seu celular e pelo computador do trabalho.

No escritório, ele estava cercado de mais telas sensíveis ao toque, com acesso seguro ao seu computador por impressão digital.

No meio de uma reunião, ele recebia um alerta do seu calendário sobre problemas no trânsito, recomendando que ele saísse logo de casa para não perder seu vôo.

Já no aeroporto, aguardando na sala de espera, Gates acoplou seu celular em uma mesa inteligente, que usou software e uma câmera para se tornar um display para o seu telefone.

Após se logar no seu computador via reconhecimento de impressão digital, a mesa reconhece um cartão de visitas colocado sobre a superfície e adicionou os dados à sua lista digital. Ao tirar o celular da mesa, ele foi desconectado do seu ambiente de computação.

*China Martens é editora do IDG News Service, em Boston.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail