Home > Notícias

Intel integrará funções de segurança em seu novo chip Conroe

Programado para ser lançado no 3º trimestre de 2006, processador contará com tecnologias para melhoras segurança de PCs corporativos

Por Ben Ames, para o IDG Now!*

31/03/2006 às 18h19

Foto:

Em um esforço para ajudar fabricantes de PCs a tirar a melhor performances do seu novo processador Conroe, a Intel entregará o novo chip com diversas tecnologias baseadas em hardware.

A Intel planeja entregar sua Plataforma Profissional de Negócios, de codinome "Averill", até o segundo semestre de 2006 para grandes fabricantes de desktops corporativos, como Dell e HP. O pacote incluirá o chip Conroe, chipset Broadwater, a Tecnologia de Virtualização Intel e a Tecnologia de Gerenciamento Ativo.

Juntos, os componentes permitirão que usuários obtenham melhores resultados que o Conroe sozinho produziria em um desktop corporativo genérico. Especificamente, usuários corporativos conseguirão empregar as novas funções de segurança e gerenciamento do Conroe sem comprometer sua performance de energia, disse o porta-voz da Intel Christine Dotts.

"A Intel não está entrando no mercado de PCs. Nossas plataformas são ingredientes de PCs. Esse é outro exemplo da empresa integrando múltiplas capacidades por suas plataformas, contra o PC ou o processador sozinho", disse Dotts.

O Conroe é um membro da nova família de chips de núcleo duplo com 65 nanômetros da Intel e uso a nova microarquitetura Core da companhia. A Intel anunciou a novidade junto aos processadores Merom e Woodcrest em seu evento Intel Developer Forum, em março.

A estratégia de oferecer um pacote de tecnologias reserva uma fatia um pouco maior do setor para a Intel, que sempre foi conhecida por seus chips.

A Intel, porém, insiste que não há nada de novo. Em comentário na semana passada, o executivo Anand Chandrasekher comparou o pacote do Averill ao Centrino e ao Viiv.

O pacote do Centrino aperfeiçoa notebooks para uso móvel e aumenta a bateria dos equipamentos ao integrar o processador de núcleo simples com o chipset 945 Express e funções wireless. Do mesmo jeito, um desktop doméstico com a tecnologia Viiv pode responder a comandos de um controle remoto, graças ao pacote com processador de núcleo duplo, chipset, softwares especiais e funções de rede.

Analistas avisaram que a Intel não conseguirá duplicar facilmente o sucesso do Centrino com seu novo pacote.

"O Centrino tinha uma aplicação chave que todos os usuários estavam interessados - wireless. Mas é difícil dizer se ambos os pacotes que vierem após o Centrino terão sucesso ou não. Eles têm uma aplicação muito interessante?", questionou Toni DuBoise, um analista da Current Analysis.

"Na casa digital, ainda não tivemos contato com uma solução que melhore definitivamente a convergência entre aparelhos. O Averill tem uma série de aspectos de segurança, o que pode ser um diferencial; essa é a principal preocupação de qualquer lista feita por gerentes de TI. Mas ainda não é possível fazer julgamentos".

No meio tempo, a Intel está preparando o lançamento de outros produtos usando seus chips de próxima geração.

Programada para o segundo trimestre de 2006, a arquitetura para servidores Bensley usará os processadores Dempsey e Woodcrest, enquanto a estação de trabalho Glidewall usará apenas este último. O Conroe, por sua vez, será usado por desktops corporativos e domésticos quando for lançado no terceiro trimestre de 2006.

*Ben Ames é repórter do IDG News Service, em Boston.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail