Home > Notícias

TI: empresas de menor porte acompanham ritmo das maiores

Mas enquanto a média geral de investimento é de 5,3% do faturamento líquido, o segmento investe em torno de 4,9%

Alice Sosnowski

04/04/2006 às 17h48

Foto:

A cada ano, as empresas brasileiras estão investindo mais recursos em tecnologia. Segundo a 17ª pesquisa "Mercado Brasileiro de Informática e Uso nas Empresas", realizada pela FGV/EAESP e divulgada nesta terça-feira (04/04), 5,3% do faturamento líquido das empresas pesquisadas foram gastos em tecnologia em 2005. No ano anterior, o gasto foi de 5,1%.

Apesar de abranger propositalmente uma amostra maior de médias e grandes empresas nacionais, é possível aferir alguns números relativos a empresas de menor porte dentro do universo pesquisado. A amostra de empresas foi segmentada pelo número de teclados correspondentes em cada grupo. Das menores (com até 160 teclados), passando pelas intermediárias (até 550 teclados) até as maiores (com mais de 550 teclados).

De acordo com o levantamento da FGV, as empresas menores são as menos informatizadas. Mesmo assim, elas tendem a acompanhar o ritmo de crescimento das maiores. Apesar de investirem em TI apenas 4,9% – portanto, menos que média geral de 5,3% –, as empresas com até 160 teclados mantêm crescimento anual de 0,2% ao ano, número semelhante ao das grandes corporações e superior ao das médias, que foi de  0,1% nos últimos três anos.

É também neste universo que se encontra a maior porcentagem de notebooks: 12% dos computadores nas empresas desse segmento são portáteis. Um indicativo bem maior que os 8% registrados nas empresas com mais de 550 teclados.

No que se refere à internet, 97% das menores empresas pesquisadas já possuem home page, número próximo às maiores. Mas a entrada na rede se deu cerca de um ano mais tarde que as empresas médias. Esta característica também é notada na utilização da intranet dentro das companhias. As menores utilizam velocidades de acesso à rede mais baixas: média de 571 KB contra 1.564 KB utilizada nas grandes e 813KB nas médias. Mesmo assim, elas possuem uma porcentagem considerável de funcionários conectados à rede: 47%, mais até do que as empresas intermediárias (43%) e pouco menor se comparada às grandes (55%).

O Pentium 4 está presente na maior parte das médias (51%) e grandes empresas (59%) pesquisadas. Nas companhias com menos de 160 teclados, a linha de chips da Intel está em 45% dos computadores. Os outros são dominados por versões mais antigas do Pentium e de outros processadores. Nas menores, modelos como Macintosh e RISC respondem por 6% do parque de máquinas, o dobro do índice encontrado nas médias e grandes.

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail