Home > Notícias

Serviços de impressão nas mãos de terceiros

A saída para o controle dos custos de impressão pode passar pelo outsourcing

Andreza Emília

11/04/2006 às 11h23

Foto:

A saída para o controle dos custos de impressão pode passar pelo outsourcing

De um lado, impressoras obsoletas e suprimentos adquiridos sem o menor critério. De outro, funcionários que imprimem sem pensar duas vezes letras de música e até convites de festas de aniversário. O resultado do descontrole na área de impressão é um rombo no caixa da empresa. Segundo estudo mundial da PrintWire com mil gestores de TI, mais de 56% dos executivos afirmaram que o desperdício é o maior problema do setor. E como combater essa sangria? A solução pode estar na terceirização do gerenciamento da impressão.

O outsourcing funciona da seguinte forma: a prestadora de serviços ajuda o cliente a reduzir os custos por
meio de uma análise preventiva e cobra pelo volume impresso. O contrato pode incluir também o fornecimento de equipamentos, suprimentos e os serviços de manutenção e gerenciamento. A economia pode alcançar de 30% a 40%, dependendo da estratégia adotada. "Impressão é como um 'câncer' para o administrador de TI. É preciso tratar, e rápido", acredita Ricardo Collazo, diretor comercial da Star Outsourcing. Segundo o executivo, todas as empresas, independentemente do tamanho ou da área de atuação, podem terceirizar a impressão. Para aquelas empresas que têm volume abaixo de 100 mil cópias por mês, a Star oferece pacotes no que denomina modelo "fast food”. Em um desses pacotes, se o cliente imprime acima de 30 mil cópias por mês, paga 1 real por máquina em comodato e apenas o valor gasto em suprimentos, normalmente em torno de 1.000 reais. "Temos condições de oferecer bons preços porque conseguimos negociar volume de suprimentos com os fabricantes”, explica Eliseu Schimenes, diretor da TecnoSet, outra empresa do setor.

Com a avaliação criteriosa das necessidades e um contrato bem-feito, é possível economizar de 15% a 40% com o uso do outsourcing, avalia Nelson Belletato, diretor da Thin Solution. Embora a terceirização seja uma saída, é fundamental não acreditar em milagres. Economia muito expressiva pode ser sinal de que há algo errado. "Pode ser o uso de suprimentos sem qualidade ou contrabandeados", denuncia o diretor da Thin.

Parque atualizado e sob controle

Há um ano, a Willis Corretora de Seguros contava com um parque de impressoras ultrapassado. Eram 20 equipamentos, de quatro modelos e duas tecnologias diferentes. Quanto cada departamento imprimia era uma incógnita. As dificuldades para encontrar peças de reposição e manutenção levaram César Lima, gerente de TI, a buscar o outsourcing de impressão. Cliente da TecnoSet, a seguradora imprime 130 mil cópias por mês e o gerente consegue saber exatamente quais dos 250 funcionários usaram o comando Ctrl+P. Por contrato, a Willis tem direito a manutenção em até 24 horas, sete máquinas e suprimentos. "Antes, gastávamos 12 mil reais por mês, em média, com impressão. Hoje, não gastamos muito menos do que isso, já que pagamos 6 mil reais de custo fixo e outros 6 mil a 8 mil de custo variável com suprimentos, mas nosso número de funcionários quase dobrou e temos um parque de impressão mais moderno”, ressalta Lima.

Onde encontrar

. TecnoSet
www.tecnoset.com.br
(11) 6808-7800

. Thin Solution
www.thinsolution.com.br
(11) 4994-8283

. Star Outsourcing
www.sout.com.br
(11) 2193-0700

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail