Home > Notícias

Por dentro dos testes

Conheça os programas utilizados por PC WORLD para avaliar o desempenho dos computadores

Mário Nagano

04/05/2006 às 16h27

Foto:

Conheça os programas utilizados por PC WORLD para avaliar o desempenho dos computadores

Velocímetro - 70x84Para avaliar o desempenho dos novos computadores, PC WORLD trabalha com programas conhecidos como benchmarks. Eles permitem testar vários aspectos do equipamento, como performance em gráficos e aplicativos. Conheça as ferramentas que fazem parte de nosso pacote de testes.

PC WorldBench 5 – Ferramenta criada pela PC WORLD americana que avalia o desempenho de um computador na execução de aplicativos, em relação a um computador de referência. Essa máquina possui processador Athlon 64 FX-51 de 2,2 GHz, 1.024 MB de RAM e placa gráfica NVidia GeForce FX 5950 Ultra com 256MB de RAM. Ao rodar esse teste, o PC de referência gerou um resultado que corresponde a 100 pontos do PCWB5. Assim, um outro equipamento que marque 120 pontos será 20% mais veloz que o PC de referência. Se atingir 90 pontos, será 10% mais lento.

Sysmark 2004 – Utiliza um sistema semelhante ao do PC WorldBench, só que o índice geral é a média geométrica de dois grupos de testes (aplicativos de escritório e de produtividade na internet). O valor de 100 pontos equivale ao PC de referência da Bapco (Business Applications Performance Corporation), um Pentium 4 de 2 GHz com 512 MB de SDRAM DDR 266 e disco rígido de 80 GB.

PCMark 2004 – Realiza uma bateria de testes sintéticos que analisa cada subsistema do PC, como memória, disco e CPU. O resultado geral é uma média geométrica desses resultados. A escala do PCMark04 foi inicialmente ajustada para cobrir valores entre 1.000 e 5.000 pontos, sendo que um modelo de entrada (um PC com processador de 800 MHz) deve pontuar em torno de 1.100 pontos. Um sistema topo de linha (3,2 GHz) fica por volta de 5.000 pontos. Obviamente, espera-se que esses valores aumentem com o tempo.

3DMark 05 – Benchmark sintético usado para avaliar sistemas 3D, em especial aqueles com suporte de hardware para DirectX 9. Como no PCMark 2004, sua pontuação baseia-se numa escala de 1.000 a 5.000 pontos.

3DMark 2001 SE – Ferramenta ainda muito utilizada para avaliar sistemas 3D que não possuem suporte de hardware para DirectX 9. Como no PCMark e 3DMark 05, a pontuação geral do 3Dmark 2001 utiliza a escala de 1.000 a 5.000 pontos, mas tem como base os PCs de 2001. Atualmente, um PC com placa de vídeo de última geração com DirectX 9.0 e processador de 3 GHz pode alcançar valores acima dos 20 mil pontos.

Quake III – Game 3D baseado em OpenGL que, apesar de antigo, ainda é considerado um bom teste, graças à sua programação original, que consegue responder aos ganhos de desempenho das atuais plataformas de PC. Costuma-se fazer testes no modo de 1.024 por 768 pixels em true color para avaliar o desempenho da placa de vídeo, enquanto que o modo de 640 x 480 pixels em Hi Color, por não utilizar tanto os recursos da placa, é usado para avaliar o desempenho do resto do sistema, como processador e memória. No passado, costumava-se dizer que 30 quadros por segundo é o mínimo aceitável para obter uma correta sensação de movimento numa animação. Nos dias de hoje, fala-se em 60 quadros por segundo como a medida ideal e suficiente para qualquer jogo de ação em 3D.

MobileMark 2002 – Programa criado para avaliar o desempenho e a autonomia de um computador portátil alimentado apenas pela sua bateria. Ao contrário de outros testes que apenas levam em consideração o tempo para executar uma aplicação, o MobileMark procura simular a interação entre o ser humano e o computador. Algumas pausas até são introduzidas durante a execução dos testes para simular, por exemplo, a ausência do usuário da frente do PC. Nesses testes, dois resultados são obtidos: uma pontuação baseada numa escala de 100 pontos (como no Sysmark e PCWB5) e o tempo que o teste foi executado até a bateria se esgotar completamente (medido em minutos). O PC de referência é um notebook Compaq Armada M700 equipado com processador Pentium III de 1 GHz, 256 MB de RAM e aceleradora gráfica ATI Rage P/M Mobility AGP2X (8 MB), com todos os esquemas de economia de energia desativados. Hoje em dia, qualquer notebook novo supera facilmente os 100 pontos.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail