Home > Notícias

Creative processa Apple por software que organiza músicas do iPod

Fabricante do tocador de música digital Zen diz que Apple viola lei de patentes e adota práticas ilegais do comércio internacional

Por Robert MacMillan, para o IDG Now!*

16/05/2006 às 10h51

Foto:

Fabricante do tocador de música digital Zen diz que Apple viola lei de patentes e adota práticas ilegais do comércio internacional

A Creative solicitou à Justiça norte-americana que proibisse a Apple de vender seu tocador digital portátil, o iPod, alegando violação da lei de patentes.

A empresa acusadora diz ter inventado o software da interface de usuário usado nos tocadores portáteis digitais, entre eles o iPod. Trata-se do programa que organiza a biblioteca musical no tocador, separando os arquivos por artista, nome da canção e categoria.

A invenção estaria protegida por uma patente de 2005 chamada de "Categorização hierárquica automática de músicas por metadados", segundo a Creative.

A ação, movida na segunda-feira (15/05) na corte do distrito norte da Califórnia, também propõe que a Creative receba indenização por possíveis danos fianceiros causados pela prática ilegal da Apple. Contudo, o valor do pagamento não é informado.

Personagem mais velho no ramo dos tocadores digitais, a Creative é responsável pela linha de players Zen, que compete com o iPod. A empresa, com base em Cingapura, também é conhecida por sua linha de áudio Sound Blaster.

A empresa também solicitou à Comissão Internacional de Comércio que investigasse violação da lei de comércio pela Apple, que teria importado tocadores para os EUA visando a estacionar a venda dos mesmos.

Os representantes da Apple ainda não se manifestaram sobre o caso.

*Robert MacMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail