Home > Notícias

IBM investe 2,2 milhões de dólares em Linux no Brasil

Recursos serão canalizados para a ampliação dos centros de desenvolvimento em Linux de Campinas e Hortolândia e contratação de pessoal

Por Camila Fusco, repórter do Computerworld

23/05/2006 às 19h00

Foto:

Recursos serão canalizados para a ampliação dos centros de desenvolvimento em Linux de Campinas e Hortolândia e contratação de pessoal

A IBM investirá 2,2 milhões de dólares na expansão de seu Centro de Tecnologia Linux no interior de São Paulo, informou a companhia nesta terça-feira (23/05) durante o LinuxWorld, evento realizado em São Paulo.

Detentora de dois centros de desenvolvimento de sistemas de código aberto no interior paulista – em Campinas na parceria com a Unicamp e em Hortolândia – a companhia pretende ampliar as atuais instalações, comprar novos equipamentos e contratar desenvolvedores. “Nossa intenção é criar mesmo um centro de excelência em Linux”, declara Jovanco Corrêa, gerente no Brasil do LTC (Linux Technology Center, em inglês).

De acordo com o executivo, atualmente são dez desenvolvedores dedicados às atividades com Linux, sendo três em Hortolândia e sete em Campinas. Com os recursos, a meta é chegar a 45 desenvolvedores, sendo 10 em Campinas e outros 35 em Hortolândia.

Corrêa explica ainda que a missão dos profissionais será conduzir o desenvolvimento de atividades em código aberto para plataformas Power e Cell, além de estarem empenhados nas melhorias de virtualização para processadores Intel. Os equipamentos adquiridos incluem principalmente servidores IBM para processar as operações de desenvolvimento. Só em Hortolândia o volume de investimentos em máquinas chega a 150 mil dólares.

A expansão dos centros coloca o Brasil entre as cinco principais bases de desenvolvimento Linux para a IBM no mundo. “Também temos LTCs nos Estados Unidos, China, Índia e Austrália”, comenta.

A IBM acredita que o modelo de centro de desenvolvimento em Linux firmado em parceria com a Unicamp desde 2004 ajuda a impulsionar o tema dentro do próprio ambiente acadêmico. Muitos dos desenvolvedores que atuam no LTC de Campinas são estudantes recém-formados ou com pós-graduação.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail