Home > Notícias

AMD lança novo soquete e processadores compatíveis

Soquete AM2 oferece compatibilidade com memórias DDR2, mas testes iniciais mostram pequeno ganho de desempenho

Tom Mainelli - PCW/EUA

23/05/2006 às 16h31

Foto:

Soquete AM2 oferece compatibilidade com memórias DDR2, mas testes iniciais mostram pequeno ganho de desempenho

A AMD anunciou hoje seu novo soquete AM2, que permite que seus processadores sejam compatíveis com as memórias mais velozes DDR2.

Mas como era esperado, testes realizados pela PC World nos Estados Unidos  mostraram pequenos ganhos de desempenho com o novo soquete. Espera-se, porém, que essa atualização permita que a empresa obtenha ganhos mais significativos em lançamentos futuros.

O soquete AM2 é uma interface de 940 pinos que substituirá a atual versão de 939 pinos nas placas-mãe e funcionará apenas com processadores compatíveis com memórias DDR2. O novo padrão também especifica uma nova base com quatro pontos de fixação para oferecer uma plataforma mais estável para o cooler do processador.

Com isso, a AMD está colocando no mercado toda uma linha de processadores compatíveis com DDR2. Esses chips substituirão os atuais modelos com soquete 939, como o Sempron, o Athlon 64 e o Athlon 64 X2, procurando manter a mesma faixa de preço.

Além disso, a empresa anunciou dois novos chips: o Athlon 64 FX-62 de 2,8 GHz (US$ 1.031 nos Estados Unidos), com suporte para DDR2 de até 800 MHz, e o Athlon 64 X2 5000+ de 2,6 GHz (US$ 696), compatível com DDR2 de 667 MHz.

Completando o pacote, a empresa também começa a colocar no mercado sua nova versão de baixo consumo dos processadores Athlon 64 X2 para soquete AM2. Esses modelos de alta eficiência energética consomem apenas 85 watts (contra 110 watts dos modelos de linha), custando um pouco mais por causa dessa característica.

A AMD espera que os fabricantes de placas-mãe comecem a oferecer imediatamente seus produtos com o novo soquete. Entre essas empresas estão a Abit, Asus, Biostar, ECS, EPox, Gigabyte, Leadtek, MSI e Shuttle.

Nenhuma ameaça para o Conroe

A AMD tem trabalhado ativamente para não levantar grandes expectativas do público em relação ao desempenho inicial do AM2, o que foi comprovado nos testes realizados por PC WORLD. O objetivo dessa nova tecnologia não é realmente obter maior desempenho com os atuais componentes, e sim elevar a empresa para uma nova plataforma consolidada, compatível com um novo padrão da indústria, o DDR2.

Por outro lado, as novas placas-mãe e os processadores com AM2 não deveriam custar mais que as versões com 939. Sendo assim, caso um usuário esteja montando um novo sistema baseado na plataforma AMD, é recomendável que fique com a nova tecnologia.

Dito isso, há uma percepção crescente de que a Intel tem os ambiciosos processadores Athlon 64 na mira de tiro do seu futuro processador Core 2 Duo. Antes conhecido pelo codinome Conroe, o chip conta com uma nova arquitetura superveloz e está programado para entrar no mercado no segundo semestre deste ano.

Apresentações preliminares do Conroe mostraram notáveis ganhos de desempenho quando comparados com a atual plataforma de desktops – que, por sinal costuma ficar atrás dos processadores topo de linha da AMD.

Se a AMD espera manter-se no topo do mundo em termos de desempenho, a empresa terá de colocar algum tempero a mais na sua tecnologia além do AM2

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail