Home > Notícias

Google lançará anúncio em vídeo

Serviço que estará disponível “em alguns dias” acirra disputa por publicidade online

Por James Niccolai, para o IDG Now!*

23/05/2006 às 13h12

Foto:

Serviço que estará disponível “em alguns dias” acirra disputa por publicidade online

O Google começará em breve a vender anúncios em vídeo pela web, abrindo um novo front da batalha por um fatia maior do mercado de publicidade online.

Os anúncios aparecerão como parte da rede AdWords, que inclui parceiros como About.com e The New York Times, além dos próprios domínios do Google. Inicialmente, eles serão oferecidos nos Estados Unidos, Canadá e Japão, com a inclusão de novas regiões em breve, dizia o blog official do AdWords na segunda-feira (22/05).

Os usuários terão a escolha de clicar no anuncio para que ele comece a rodar, ao invés de um início automático. Os anunciantes vão oferecer seus vídeos junto com os anúncios de texto, Flash e imagem que o Google vende hoje.

Os anúncios em vídeo na web não são uma novidade, mas o lançamento ganhou atenção por causa da grande audiência puxada pelo Google e pelo fato de influenciar a batalha com os gigantes Yahoo e Microsoft por uma fatia maior de mercado.

O movimento ocorre menos de uma semana após a AOL anunciar que compraria a Lightningcast, que desenvolveu um sistema de inserção de anúncio em áudio e vídeo.

Nos Estados Unidos, os anunciantes gastaram 12,5 bilhões de dólares no ano passado com anúncios online, um terço a mais que no ano anterior, segundo dados da PricewaterhouseCoopers. Isto é apenas 5% dos gastos totais com publicidade e o número deve crescer ao longo dos próximos anos, segundo a consultoria.

Os anúncios em vídeo devem acelerar esse crescimento, fazendo uma ponte entre os anúncios tradicionais de internet e a habilidade de atingir os usuários com base nos conteúdos que ele assiste.

O serviço do Google será lançado “nos próximos dias”, disse a empresa. Os anunciantes podem colocar seus vídeos em locais específicos da rede de parceiros ou exibi-los em páginas de resultados ligados a certos termos de busca.

Eles vão aparecer em um tocador de mídia que permitirá ao usuário ajustar volume, retroceder ou pausar.

*James Niccolai é editor do IDG News Service, em Paris.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail