Home > Notícias

Google varre Microsoft de desktops Dell

PCs Dell agora saem de fábrica com Google como busca preferencial

Por Ben Ames, para o IDG Now!*

26/05/2006 às 11h03

Foto:

PCs Dell agora saem de fábrica com Google como busca preferencial

Boston - Quando os clientes comprarem seus computadores Dell na próxima semana vão encontrar a página inicial e as ferramentas de busca do Google e não as tradicionais versões da Microsoft, confirmou a maior fabricante de PCs do mundo da quinta-feira (25/05).

A Dell vai pré-instalar o Google desktop, a barra, a ferramenta de buscas e a homepage do site nos seus desktops e notebooks para usuários finais, pequenas e médias empresas em todo mundo, disse o porta-voz Jess Blackburn.

As ferramentas também serão instaladas em certas versões corporativas de sistemas, a não ser que o cliente queira usar um software específico da sua empresa. A nova configuração começa a ser adotada no final de maio.

”Chegamos a um acordo que inclui os recursos de busca e organização nos nossos sistemas. Os clientes ainda terão a opção de escolher ou tra ferramenta de busca”, disse ele.

O chief executive officer do Google, Eric Schmidt, também confirmou o negócio na quinta-feira, durante uma conferência da Goldman Sachs.

A Dell é pioneira. Eles encontraram uma forma de trabalhar com outros parceiros para completar a plataforma Windows”, disse o CEO. “O Windows deixa a desejar em alguns recursos, e a Dell achou uma maneira de acrescentá-los”.

A versão Microsoft destas ferramentas ainda será instalada nos computadores, mas não vão iniciar imediatamente a não ser que o usuário mude as configurações. A Dell também pré-instala softwares de produtividade, conexão a internet e segurança, dependendo da necessidade do cliente.

A Dell não divulga os termos financeiros do acordo, que vem sendo comentado como rumor desde fevereiro.

Apesar de a notícia parecer um golpe na Microsoft, o analista Rob Enderle, do Enderle Group, disse que na verdade pode ajudar a empresa em sua disputa de antitruste na Europa.

”Inicialmente isso depõe a favor da Microsoft porque eles estão tentando mostrar que não há entraves no sistema operacional”, disse ele. “Neste momento, alguns dos grandes fabricantes [de hardware] adotarem o Google é uma coisa boa”.

No entanto, o desktop está se tornando um campo de batalha para empresas como Google, Yahoo e eBay, que querem levar os usuários a consumirem serviços baseados em internet, segundo o analista. “A Microsoft terá que responder”, concluiu.

*Ben Ames é editor do IDG News Service, em Boston.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail