Home > Dicas

Novas em folha

Como digitalizar fotografias antigas que estão sumindo com a ação do tempo

Dave Johnson – PCW/EUA

26/05/2006 às 16h59

Foto:

Como digitalizar fotografias antigas que estão sumindo com a ação do tempo

camera antiga - 100x120Quase todo mundo tem uma grande coleção de fotos que data de anos ou décadas.E, não importa quão cuidadosamente você guarda essas lembranças, elas vão sendo destruídas pelo tempo. Nenhum esforço de preservação no universo pode deter esse processo. O único jeito de assegurar que esse material sobreviva é escaneá-lo e restaurá-lo digitalmente.
Para aprimorar a qualidade da digitalização, você pode fazer algumas coisas antes mesmo de ligar o scanner. Avalie o material de origem, por exemplo.

Você pode digitalizar qualquer coisa. Mas, se guarda tanto as imagens impressas quanto os negativos, é preferível deixar as fotos impressas de lado e partir para os negativos ou slides, assumindo que estejam em igual ou melhor estado. Negativos e slides são melhores porque os pigmentos usados na produção de cópias fotográficas tendem a desbotar rápida e desigualmente. É por isso que as fotos antigas têm tom avermelhado ou amarelado.

Se você está trabalhando com fotos impressas, não tente limpá-las ou aprimorá-las. É fácil destruir fotos antigas por excesso de manipulação. Se o material está empoeirado, use um tecido seco e macio para remover delicadamente a sujeira ­ e isso é tudo. Se algum resíduo estiver grudado no papel, deixe-o lá. Mais importante: nunca use nenhum tipo de líquido para tentar limpar uma foto. Se sua foto estiver rasgada, não procure remendá-la com uma fita, principalmente pelo lado impresso. Muitas fitas adesivas mudam de cor com o tempo, e você provavelmente terminará com uma faixa amarelada cruzando sua fotografia.
Você está quase pronto para escanear. Antes de começar, porém, limpe a superfície de vidro do equipamento. Para isso, umedeça levemente um pano macio com um líquido de limpeza. Não aplique o líquido diretamente sobre a superfície porque ele pode vazar para o mecanismo. E certifique-se de que a superfície esteja totalmente seca antes de colocar a foto sobre ela.

Agora você está pronto para iniciar a digitalização. Mas quais configurações deve usar? Depende de como você pretende usar os arquivos digitais. Se pretende enviar a cópia do arquivo para um site, por exemplo, você pode usar a resolução mais baixa. Mas vamos assumir que, quando se digitalizam fotos antigas, o objetivo é recuperá-las e arquivá-las para futuras gerações. Então, você deve escaneá-las de modo que sirvam de base para impressões de alta qualidade.

A maioria dos programas permite que você especifique o tamanho que tem como alvo e a resolução em pontos por polegada. Uma boa regra é configurar o programa para que crie impressos de 300 ppp, não importa o tamanho máximo de impressão que você espera fazer ­ normalmente, o máximo é 8 x 10 polegadas ou 20 x 25 centímetros. Se seu software exige a especificação da resolução de varredura da imagem inicial em vez do tamanho do impresso final, então você terá de fazer alguma matemática. Para obter a resolução de varredura, converta o tamanho da impressão desejada para polegadas, divida essa medida pelo tamanho do original e multiplique o resultado por 300. Você precisará ter uma alta resolução para criar impressos utilizáveis de slides e negativos, uma vez que a superfície dessas mídias é menor. Por exemplo, se você vai digitalizar um slide de 35 mm de 1,5 polegada de largura, terá de ajustar a resolução para aproximadamente 3.000 ppp.

Depois de concluir a digitalização, salve a foto em TIFF ou JPEG na mais alta configuração de qualidade e com a menor taxa de compressão de arquivo possível. Se você usar qualquer compressão para reduzir o tamanho do arquivo, estará sacrificando a qualidade da imagem. Veja mais detalhes sobre a escolha do arquivo na página ao lado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail