Home > Dicas

Discos mais velozes e seguros com RAID

Quais são as vantagens e as desvantagens de cada tipo de estrutura de discos redundantes

Kirk Steers - PCW/EUA

29/05/2006 às 17h06

Foto:

Quais são as vantagens e as desvantagens de cada tipo de estrutura de discos redundantes

disco - 250x168O acréscimo de discos rígidos extras não apenas aumenta a capacidade de armazenamento como acelera o computador e ajuda você a recuperar sistemas de falhas. Drives configurados como RAID fornecem mais do que a soma de suas capacidades de armazenamento. Cada nível de RAID equilibra desempenho e tolerância a falhas de modo diferente. Veja a seguir
 
RAID 0 – Este nível espalha – ou divide – dados em dois ou mais drives, acelerando as operações de transferência. Se você move muitos dados para um drive ou recupera dados dele com freqüência, vai observar um aumento de performance da estrutura de dados RAID 0. Se você executa principalmente tarefas básicas, no entanto, não vai usufruir muitos ganhos de velocidade. Backup, neste caso, é vital, já que RAID 0 dobra suas chances de perder dados – se um drive falhar, você perde os dados em  ambos.
 
RAID 1 – Ao contrário de RAID 0, o RAID 1 não proporciona aprimoramentos de performance. Este nível oferece tolerância a falhas ao gerar uma cópia exata, ou espelho, do disco rígido em tempo real. Se um drive falhar, você pode usar o outro até substituir o defeituoso e recriar a cópia espelhada. Mas RAID 1 não o livra da necessidade de fazer backup – qualquer dano aos dados, infecção por vírus ou exclusão acidental afeta os dois drives de forma idêntica. 
RAID 1+S (mirrored sparing): Determinadas controladoras RAID suportam esta tecnologia para instalar um terceiro disco rígido que fica inativo até o drive de boot falhar. Neste ponto, substitui automaticamente o drive com falha, reparando a estrutura de dados e protegendo-os sem que você precise mover um dedo. O lado negativo de RAID 1 e RAID 1+S, obviamente, é não poder usar o drive espelho como espaço de armazenamento.
 
RAID 0+1 (também conhecido como 01) e RAID 1+0 (ou 10) – O primeiro espelha drives divididos, criando um backup espelhado de dados que foi colocado em vários drives diferentes para aprimorar a confiabilidade. O segundo divide drives espelhados, ou seja, move backups espelhados para vários drives com o objetivo de aprimorar a performance. Ambas as configurações exigem pelo menos quatro discos rígidos. O RAID 0+1 armazena dados em um par de drives divididos e espelha-os com um segundo par de drives, equanto o RAID 1+0 coloca os pares espelhados juntos e depois divide os dois conjuntos.
 
RAID 5 – Este nível também fornece divisão e proteção de dados, mas preserva-os com muito mais eficiência do que RAID 1. Em vez de espelhar um drive com outro, o RAID 5 divide dados e informação sobre paridade em três ou mais drives. A informação sobre a paridade ajuda a recuperar um drive com falha ao usar dados dos drives sobreviventes. O aspecto negativo é que você precisa de pelo menos três discos rígidos para cada array, e as controladoras RAID 5 custam muito mais do que as correspondentes para outros níveis de RAID. Entretanto, as controladoras RAID integradas em muitas placas-mãe atuais – até mesmo alguns modelos razoavelmente baratos – suportam RAID 5.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail