Home > Notícias

Receita e PF apuram fraudes em empresas de informática na Bahia

Estima-se que as empresas envolvidas no esquema tenham sonegado cerca de R$ 100 milhões em impostos nos últimos cinco anos

Por Redação do Computerworld!

12/06/2006 às 12h04

Foto:

Estima-se que as empresas envolvidas no esquema tenham sonegado cerca de R$ 100 milhões em impostos nos últimos cinco anos

A Receita Federal, o Ministério Público e a Polícia Federal desencadearam nesta segunda-feira (12/06) uma operação destinada ao combate da sonegação fiscal praticada por empresas de informática e produtos eletrônicos que atuam no Estado da Bahia.

A operação, que recebeu o nome de Conexão Miami, estima que as empresas envolvidas no esquema tenham sonegado cerca de 100 milhões de reais em impostos nos últimos cinco anos. Pelo modelo fraudulento, grandes exportadores recrutavam passageiros – os chamados “mulas” – para viajar para Miami (EUA) e trazer equipamentos como notebooks, TVs de plasma, projetores e equipamentos de entretenimento.

Para entrar com as mercadorias no Brasil, os envolvidos no esquema seguiam para Foz do Iguaçu, fazendo conexão em São Paulo, onde as notas fiscais falsas eram esquentadas. Após esta etapa, os materiais prosseguiam para Salvador.

De acordo com a Receita Federal, estima-se que o faturamento anual das empresas envolvidas chegasse a 50 milhões de reais. A operação envolveu cerca de 100 servidores da Receia e 120 da Polícia Federal. Foram expedidos 38 mandados de busca e apreensão em escritórios, residências e estabelecimentos comerciais em Salvador.

Procurada pela reportagem do Computerworld, a Receita declarou que ainda não há informações sobre possíveis detidos no caso. Outras informações sobre o esquema fraudulento devem ser divulgadas ainda nesta segunda-feira.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail