Home > Notícias

Ligue seu escritório ao mundo

Com soluções de VoIP e de mobilidade feitas sob medida, pequenas e médias empresas também podem ficar sempre no ar sem gastar muito

Luis Fernando Tinoco

04/07/2006 às 11h57

Foto:

Com soluções de VoIP e de mobilidade feitas sob medida, pequenas e médias empresas também podem ficar sempre no ar sem gastar muito

Manter o ramal do escritório disponível em qualquer parte do mundo ou acessar e-mails e arquivos da empresa a toda hora, pelo celular, podem parecer sonhos distantes – ou apenas reservados ao alto escalão de executivos de multinacionais. São, no entanto, recursos já disponíveis para empresas de qualquer tamanho, até mesmo para profissionais liberais. E, o que é melhor, tornam-se mais acessíveis a cada dia e vêm, na maioria dos casos, acompanhados de tecnologias capazes de promover consideráveis reduções no custo operacional das empresas que as adotam. Investir em soluções de mobilidade e em telefonia via internet (VoIP) não é só uma boa oportunidade no momento, é uma recomendação competitiva. As operadoras de telefonia estão de olho no mercado de pequenas e médias empresas e há tarifas, preços e condições atraentes. O lema é – com todos os significados possíveis – ligue-se, e rápido. Para quem entende do assunto, os especialistas deixam claro. “O assunto do momento é VoIP. Além de usar um softphone gratuito e economizar nas ligações de longa distância, já é possível comprar um adaptador ATA por menos de 300 reais e, com isso, ter uma linha convencional do PABX ligada no mundo IP”, diz Antônio Cláudio de Oliveira, diretor de marketing da Leucotron, fornecedora de soluções de telefonia. Para quem não está tão próximo de todas as siglas do momento, o resumo é o seguinte: já é possível comprar um aparelho de PABX completo de pequeno porte e, que permita uso de telefonia IP e linhas analógicas, por cerca de 3 mil reais.

Já são mais de 50 operadoras de VoIP atuando no mercado brasileiro e, segundo a consultoria Frost & Sullivan, o número de linhas de voz sobre IP em uso na América Latina crescerá quase 90% ao ano até 2011. O Brasil responderá por 49% desse montante. Um estudo  internacional da Infonetics Research aponta que 36% das grandes empresas já aderiram ao VoIP. As médias e pequenas também estão sendo atraídas pela tecnologia. A taxa de adesão verificada pela pesquisa ficou em 23% e 14%, respectivamente, mas o porcentual deve triplicar até 2010.

O cenário ainda é um pouco confuso, com inúmeras soluções concorrentes e novas tecnologias chegando a cada dia. Escolher a ideal pode ser, portanto, uma tarefa um tanto árdua, mas o empreendedor que dedicar algum bocado de seu tempo e energia a buscar serviços e produtos inovadores será altamente recompensado. “Ficou complicado para o usuário entender e tirar proveito das mudanças que o Brasil está vivendo nas telecomunicações. Além disso, a economia atingida pode variar muito, por isso o usuário fica numa situação difícil para saber qual o melhor caminho”, afirma Oliveira. A saída é estudar com cuidado (veja quadro ao lado) e buscar ajuda dos fornecedores, que estão de olho nesse mercado.

Disponibilidade

O empreendedor sempre ligado, com uma força de venda ou equipe de funcionários acessível online na linha de frente, é uma necessidade crescente e  caminho natural para empresas em busca de maior produtividade. Por isso, as operadoras de celular investem em redes de tráfego de dados e os sofisticados smartphones, como o BlackBerry e o Treo – ambos disponíveis no Brasil –, que nada mais são do que celulares inteligentes capazes de enviar e receber e-mails e de trocar informações com os servidores da empresa.

Tais soluções de produtividade, ao serem contratadas, trazem junto uma renegociação e a adesão a planos vantajosos de uso convencional do celular. Muitas vezes, os aparelhos são subsidiados e os pacotes de dados acompanham minutos para conversação. “O conselho é não se acomodar. Se não estiver contente, procure um consultor de vendas e busque outras opções no mercado”, diz Marco Quatorze, diretor de serviços de valor agregado da Claro. “Gaste algum tempo para entender e questionar gastos e opções. Dedicar umas 4 horas para escolher a melhor solução pode significar que o empresário ficará tranqüilo por um ano. E vai conseguir gastar o dinheiro dele de modo mais adequado, atingir um custo-benefício bem mais vantajoso.”

Gastar melhor pode ser a chave para aderir à comunicação de dados pelo telefone celular. Por enquanto, apenas 8% dos usuários brasileiros usam seus aparelhos para acessar a internet, segundo pesquisa do intitulado Ipsos Insight. No mundo, a média é de 25%. Porém, esse panorama deve mudar: os serviços invadem o mundo corporativo e não atraem mais apenas jovens. Um estudo do Gartner Institute aponta que 87 milhões de smartphones serão vendidos pelo mundo em 2006 e 200 milhões, ou um quinto do total de celulares conectados, em 2008. Ou seja, você e sua empresa provavelmente ainda vão ter um.

capa168Leia a reportagem completa na edição de julho de PC WORLD

Leia também:
>> Ligação certa
>> Investimento pago em quatro meses

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail