Home > Notícias

Comunicação sem fio para todos

Chega de ringtones! Os telefones podem fazer um pouco mais

STEPHEN MANES*

10/07/2006 às 11h59

Foto:

Chega de ringtones! Os telefones podem fazer um pouco mais

Stephen Manes - Full DisclosureARPU soa um tanto desagradável, mas vem a ser a métrica preferida da indústria de telefonia móvel. É o acrônimo de Average Revenue Per User (receita média por usuário). Em outras palavras, “quanto  conseguimos fazer nossos clientes pagar”. À medida que os preços dos serviços de voz caem, as operadoras vêem a receita média por usuário crescer com a venda de bugigangas sem valor. São coisas como ringtones “legais” que perturbam dezenas de pessoas ao mesmo tempo, ringback tones “divertidos” que lembram a quem chama que você é uma pessoa ocupada e serviços de dados “úteis” com resultados de competições esportivas.

Essa receita também cresce com planos de dados caros para computador, que exigem conta separada e PC Cards, apesar de o telefone sofisticado que você carrega no bolso funcionar bem como um modem sem fio. Mesmo quando vendem um plano do tipo “tudo que você puder consumir” para seu telefone, as operadoras, em geral, tentam proteger suas ofertas de dados mais caras, baseadas em PC.

Agora que os telefones móveis são computadores que, por acaso, têm telas e teclados menores, aparelhos e serviços parecem atrelados a um mundo ou/ou. Quer você seja uma criança convencida a desperdiçar toda a mesada em conversas e jogos, quer seja um executivo disposto a usar fundos corporativos para pagar taxas de dados caras, pode encontrar o plano e o telefone certos.

Mas eu quero usar o telefone como um modem para meu notebook sem gastar uma fortuna. O PdaNet, da June Fabrics (www.junefabrics.com), funciona: o software transforma um telefone Palm ou Windows Mobile em modem para o notebook, normalmente com o uso de cabo USB, mas também via Bluetooth. As operadoras – que querem manter você como um cliente potencial para um PC Card e um plano separados – não vendem o PdaNet.

Agora, porém, há uma boa notícia para pessoas como eu, que precisam de acesso a dados no notebook quando viajam, mas não estão dispostas a desembolsar centenas de dólares ao ano por um serviço de alta velocidade que não usam muito e que ainda não é oferecido em toda parte. A Verizon é a primeira operadora nos Estados Unidos a responder com um serviço de alta velocidade “a la carte” por 15 dólares por dia para alguns notebooks com capacidade EvDO embutida. Ofertas similares para acesso a dados baseado em telefone e PC Card estão a caminho. 

Isso é ótimo – e, para mim, muito mais valioso do que outros serviços que as operadoras estão promovendo, como programas baseados em localização que informam onde encontrar a pizzaria mais próxima. Quando estou em casa, sei onde ela fica, e, quando estou viajando, não confio em alguém que sugira cadeias de restaurantes de quarta categoria. Há também a TV no telefone. Talvez seja útil para matar o tempo, mas o conteúdo ainda é fraco. 

No fim das contas, telefones wireless ainda dizem respeito a comunicação, quer você faça uma chamada ou navegue na web. Se outras operadoras seguirem a liderança da Verizon e pararem de jogar com nossos dados, só uma coisa poderá acabar com a comunicação: a maldita bateria de curta duração.

* STEPHEN MANES É EDITOR-COLABORADOR DA PC WORLD–EUA E CO-APRESENTADOR DO PROGRAMA DIGITAL DUO, TRANSMITIDO NO ENDEREÇO   WWW.PCWORLD.COM/DIGITALDUO.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail