Home > Notícias

Intel lança nova geração de chips para desktops e notebooks Core 2 Duo

Lançamento, considerado o mais importante desde a introdução de Pentium, deve reforçar a briga por mercado contra a rival AMD

Por Sumner Lemon e Ben Ames, para o IDG Now!*

27/07/2006 às 11h35

Foto:

Lançamento, considerado o mais importante desde a introdução de Pentium, deve reforçar a briga por mercado contra a rival AMD

A Intel apresentou nesta quinta-feira (27/07) sua nova linha de processadores Core 2 Duo, aumentando a pressão sobre a rival Advanced Micro Devices (AMD). Os 10 novos chips de dois núcleos oferecem melhor performance e maior eficiência em energia que os produtos existentes da Intel.

O lançamento do Core 2 Duo é considerado o mais relevante desde a introdução do primeiro Pentium, em 1993. O lançamento vem em um momento crucial. Os executivos da Intel observaram a AMD aumentar a sua participação de mercado nos últimos trimestres e querem recuperar o terreno perdido.

Entre os chips anunciados pela Intel estão cinco modelos para laptops e cinco para desktops, incluindo o processador high-end Core 2 Extreme, para games. Os preços dos chips para desktops variam entre 183 dólares (para o Core 2 Duo E6300, de 1.86GHz) a 999 dólares, para Core 2 Extreme X6800, de 2.93GHz. Os preços para os chips voltados a laptops ainda não estão disponíveis.

O Core 2 Duo e o Core 2 Extreme são baseados na micro-arquitetura Core, da Intel, que substitui a arquitetura NetBurst usada no Pentium 4. A mesma arquitetura é utilizada no chip Woodcrest, versão mais recente do processador Xeon para servidores, anunciada no último mês.

Segundo os fornecedores de PC, os novos chips, antes conhecidos como Conroe e Merom, oferecem excelente performance pelo seu preço, permitindo que atendam a novos mercados.

A HP, por exemplo, vai usar os chips Core 2 Duo na sua nova estação xw4400 substituindo os chips Intel Pentium 4 e  Pentium D usados no modelo xw4300. Este equipamento é voltado principalmente a aplicações de computação intensiva, como design gráfico e aplicações MCAD (mechanical computer-aided design).

O Core 2 Duo roda a uma velocidade de clock menor que a geração Pentium, mas ainda assim é mais produtivo, porque consegue fazer mais cálculos por ciclo de clock, disse Sean Tucker, gerente de produto da HP. Graças à menor velocidade, o Core 2 Duo exige menos eletricidade, puxando apenas 65 watts, em comparação com os 95 watts e os 130 watts exigidos, respectivamente, pelo Pentium 4 e pelo Pentium D.

Além de consumir menos energia, o chip também dissipa menos calor e é menos barulhento. Os primeiros desktops baseados nos novos processadores devem chegar ao mercado no início de agosto e os notebooks no final do mês, segundo a Intel. Sistemas baseados no Core 2 Extreme  já estão disponíveis.

Os chips Core 2 Duo são fabricados pelo processo de 65 nanômetros, uma das razões pelas quais consome 40% menos energia e tem um ganho de 40% em performance, segundo estimativa da Intel. A Intel começou a migrar no ano passado do processo de 90 nanômetros (menos avançado) para o de 65 nanômetros, e hoje grande parte da produção já se concentra no método mais avançado, o que deve pressionar a AMD, ainda mais focada na produção de 90-nanômetros.

*Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Pequim.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail