Home > Dicas

Capture objetos em movimento

Iniciantes na fotografia digital geram muitas imagens borradas. Aprenda a resolver esse problema

Dave Johnson – PC WORLD/EUA

04/08/2006 às 12h10

Foto:

Iniciantes na fotografia digital capturam muitas imagens borradas. Aprenda a resolver esse problema

camera digital - 70x84Sempre que conversamos com pessoas que recentemente abandonaram o filme e adotaram a fotografia digital, ouvimos a mesma reclamação: é difícil “congelar” a ação de um objeto em movimento.  Seja um dardo sendo arremessado ou um carro de corrida acelerando numa pista, não importa. Os novos fotógrafos digitais tendem a bater um monte de fotos borradas ou, na pior das hipóteses, foto nenhuma. Na hora em que a câmera capta o objeto a ser fotografado, ele já se foi há um bom tempo. A causa do problema é a lentidão do disparo. Neste artigo, você encontrará dicas para acabar com isso.

Ok, talvez estejamos sendo exageradamente otimistas. Não podemos prometer que eliminaremos a lentidão do disparo da sua máquina fotográfica, mas temos  boas estratégias para eliminar isso.
Antes de mais nada, vamos explicar o que é a lentidão do disparo. Este é o nome dado à aparentemente interminável espera entre o tempo que você aciona o obturador da câmera (o botão que dispara a fotografia) e o momento em que a foto é realmente gravada. Todas as câmeras – digitais ou analógicas – têm alguma espécie de lentidão de disparo. Nas câmeras digitais, no entanto, ele pode se tornar longo demais. Isso ocorre porque quando você pressiona o obturador, a câmera tem de focar a lente, medir o balanço de brancos (para garantir a fidelidade das cores na imagem final) e ainda fazer um monte de outros pequenos ajustes, como preparar o sensor para capturar a imagem desejada.

Ajuste o balanço de branco
A primeira providência que você deve tomar para driblar o atraso do disparo é ajustar o controle do balanço de branco (white balance) da sua câmera para uma das posições que ela já oferece como seleção prévia (presets). Pode ser luz do dia, indoor, pôr-do-sol ou qualquer outra opção que se adapte ao ambiente. Se a câmera não tiver de medir e calcular esse balanço manualmente, você já economiza um precioso tempo. Não é muita coisa – apenas alguns centésimos de segundo – mas auxilia bastante a evitar uma foto perdida.

Prepare o foco
Outra forma de economizar o seu precioso tempo é já deixar o foco da sua câmera ajustado mesmo antes de fotografar o objeto. Você já deve ter percebido que se pressionar suavemente o obturador, a camêra já ajusta o foco. Assim, se você mantiver esta leve pressão sobre o botão, o foco estará ajustado. Aí é só acionar o obturador no momento certo.
Esta é uma importante técnica para encurtar o tempo de disparo de sua câmera, já que, para a maioria delas, focar um objeto leva metade de um segundo. Portanto, se você estiver tentando capturar a imagem daquele dardo voador que citamos no primeiro parágrafo, ajuste o foco antes que ele seja lançado, para que no momento certo você clique e tenha uma reação muito mais imediata da sua câmera.
Manipule o ISO
Mas, e se mesmo com todas estas precauções você ainda não conseguir a foto desejada? O alvo da sua fotografia pode estar bem enquadrado e centralizado, mas, por causa da baixa luminosidade, a velocidade do disparador é tão baixa que tudo vira um mero borrão. Melhore isso manipulando o controle de ISO da sua câmera e aumentando um pouco o seu nível. O ISO é um medidor de luminosidade da câmera e ajustá-lo para ISO 400, ao invés de ISO 100, por exemplo, permite que você fotografe a 1/60 de segundo (contra 1/15 de segundo, tempo sem o ajuste). Isso cria uma foto rica em detalhes e evita as imagens borradas.
Após este procedimento, é bom que você se lembre de retornar o ISO de sua câmera para um nível mais baixo, já que quanto maior o ISO da fotografia, maior o aspecto granulado. Mesmo assim, aconselhamos que, entre uma foto borrada e uma nítida, porém com alguns pequeninos pontos a mais na imagem, você escolha a segunda.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail