Home > Notícias

Apple afirma ter encontrado poucas violações em fábrica de iPods chinesa

Apesar de contarem com alojamentos precários, funcionários recebem salário mínio e bônus, diz relatório

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

18/08/2006 às 10h37

Foto:

Apesar de contarem com alojamentos precários, funcionários recebem salário mínio e bônus, diz relatório

Uma investigação conduzida pela Apple Computer em uma fábrica de iPods na China desenterrou diversas violações do código de conduta da companhia. Mas, no geral, a fábrica foi considerada dentro dos padrões da empresa.

Em junho, um jornal do Reino Unido, o Mail On Sunday, reportou que os funcionários da companhia chinesa, de propriedade da Hon Hai Precision Industry, trabalham jornadas longas, sob condições difíceis e pagamento escasso para fabricar os iPods.

Em resposta, a Apple enviou um time de auditoria formado por representantes dos direitos humanos, de operações e da área legal para a fábrica na China.

Foi concluído, na investigação, que a fábrica atendia grande parte dos requisitos do código de conduta para fornecedores Apple. Os funcionários recebiam o salário mínimo legal e tinham a oportunidade de receber bônus.

Apesar disso, a investigação revelou algumas violações, incluindo o fato dos três dormitórios da fábrica não oferecerem condições satisfatórias de habitação. “Dois dos dormitórios foram construídos originalmente como fábricas e agora contém camas e armários em um espaço aberto que, na nossa perspectiva, pareceu muito impessoal. O terceiro oferecia ‘treliches’, que não forneciam espaço suficiente”.

Segundo a Apple, o dono da fábrica já estava construindo novos dormitórios para substituir os atuais mesmo antes da investigação.

O relatório diz ainda que os funcionários afirmaram estar satisfeitos com as condições de trabalho, especialmente com as chances de crescimento e bônus, e que se sentiam seguros tanto na fábrica quanto nos dormitórios.

Os empregados reclamaram da falta de tempo livre durante períodos mais tranqüilos da produção e do transporte dos dormitórios para a fábrica, que já está sendo revisto, segundo a Apple.

Os responsáveis pela Hon Hai não puderam ser localizados para comentar o relatório. A Apple afirmou que vai conduzir investigações similares em todos os fornecedores de iPods e Macs, até o final do ano.

*Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Pequim.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail