Home > Notícias

Mesmo com recall, Dell mantém confiança em parceria com Sony

Michael Dell classifica problema em dispositivos da empresa japonesa de "questão latente", sem detalhar novo programa de qualificação

Por Sheila Lam, para o IDG Now!

21/08/2006 às 14h07

Foto:

Michael Dell classifica problema em dispositivos da empresa japonesa de "questão latente", sem detalhar novo programa de qualificação

Mesmo com toda a publicidade negativa que a Dell se deparou com seu recall de baterias, o maior da história da indústria de eletrônicos, o CEO e fundador da companhia Michael Dell afirmou manter sua confiança na japonesa Sony, responsável pela fabricação das baterias.

"A Sony é conhecida por sua segurança. O problema neste incidente é uma questão latente, que foi desenvolvida pelo tempo e não era conhecida até recentemente", disse Dell, durante sua visita a Hong Kong na última sexta-feira (21/08) como convidado na Câmera de Comércio de Hong Kong. "Garantimos que a Sony aumentará sua segurança no futuro".

O fundador foi massivamente questionado sobre o recall de baterias durante seu roteiro na Ásia durante a última semana, que atingiu Sidney, Cingapura e Hong Kong. O recall envolveu cerca de 4,1 milhões de notebooks ou cerca de 15% de todos os portáteis vendidos durante abril de 2004 e julho de 2006.

Esta não foi a primeira vez que a Dell foi forçada a anunciar um recall - em dezembro, a companhia chamou de volta 22 mil baterias de equipamentos.
Enquanto isto, para usuários em longo prazo da Dell, como a consultoria asiática Colliers, o recall não afetará sua estratégia futura de procedimentos para PCs.

A empresa vem usando desktops e notebooks da Dell por cerca de oito anos e comprou mais de 100 notebooks para seus funcionários dentro da região. "Por sorte, nenhuma deles estão envolvidos no recall", disse Stanley Lau, diretor geral de tecnologia da Colliers.
"Nossa relação com a Dell se mantém inalterada", disse Lau. "Estamos bem informados sobre a situação. Eles têm se mostrado muito responsáveis e solícitos assim como quanto tiveram outros problemas técnicos - não estamos preocupados com este recall".

Junto a desktops e laptops, 95% da infra-estrutura da Colliers são tem como base produtos da Dell. Ao ter apenas uma marca de fornecimento de equipamentos, Lau afirma que seu time pode se identificar, gerenciar e reagir a problemas técnicas de maneira mais fácil e rápida.

Quando perguntado sobre a estratégia da companhia, Dell disse que a empresa tem um programa de qualidade de fornecedores, como qualquer outra fabricante de PCs.

"Continuaremos a nos preocupar com a questão, e é sempre parte do objetivo da Dell garantir segurança aos nossos clientes", disse ele, sem revelar detalhes sobre futuras melhorias no gerenciamento de fornecedores.

Outra grande novidade corporativa da Dell divulgada na semana passada foi a notícia de dois dos principais executivos da marca na China e no Japão, David Miller e Sotato Amano, se juntando à rival Lenovo. Quando perguntando sobre o impacto disto nos negócios asiáticos, o fundador se mostrou confiante com a posição da companhia no mercado.

"De acordo com números do IDC, estamos no primeiro lugar no mercado asiático com mais de 80% em crescimento, mas a Lenovo está n terceira posição com crescimento de apenas 1%", disse Dell. "Na China, particularmente, estamos crescendo mais de 30%. A Ásia é nosso mercado que mais cresce atualmente”.

*Sheila Lam é editora do IDG News Service, em Hong Kong.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail