Home > Notícias

Roubo de laptops é risco para segurança de dados, revela pesquisa

Pesquisa revela que 81% dos entrevistados perderam notebooks contendo dados sensíveis nos últimos 12 meses nos EUA

Por Linda Rosencrance, para o Computerworld

21/08/2006 às 10h21

Foto:

Pesquisa revela que 81% dos entrevistados perderam notebooks contendo dados sensíveis nos últimos 12 meses nos EUA

Pesquisa realizada pela Ponemon Institute LLC e Vontu revela que a perda de informações confidenciais, incluindo de propriedade intelectual, documentos de negócios e dados de clientes, é um problema freqüente entre companhias norte-americanas.

O estudo revela que 81% dos 500 profissionais de segurança da informação entrevistados disseram que já perderam um ou mais laptops contendo dados sensíveis durante os últimos 12 meses.

Uma das principais razões para a quebra da segurança das informações corporativas, segundo Larry Ponemon, presidente do Ponemon Institute, acontece porque as empresas não sabem onde suas informações críticas ou confidenciais estão, seja dentro das redes ou nos sistemas corporativos.

“Essa falta de conhecimento, seguida da insuficiência no controle sobre o armazenamento dos dados, pode causar sérios problemas para empresas e organizações governamentais”, afirma Ponemon. “Além disso, o perigo não pára na rede e inclui os funcionários e terceiros, além de outros equipamentos portáteis de armazenamento”, acrescenta.

A pesquisa também diz que 64% das companhias que responderam à pesquisa disseram que nunca criaram um inventário com informações sensíveis dos clientes. Outros 81% afirmam que a proteção dos dados sensíveis eletrônicos que estão fora da infra-estrutura da companhia é uma prioridade este ano e 89% prevê que isso será prioridade no próximo ano.

Equipamentos de mão e laptops estão ranqueados como os equipamentos de armazenamento de dados que mais geram risco para os dados das corporações, seguidos de memory sticks e documentos compartilhados.

Questionados sobre quanto tempo a organização levará para reunir os dados perdidos na ocasião de perda ou roubo de equipamentos com informações críticas, a resposta mais freqüente é “nunca”. Mais de 53% dos respondentes acreditam que suas companhias não são capazes de determinar quanto sensíveis são as informações contidas em um USB memory stick caso seja perdido.

O futuro, entretanto, parece caminhar para o fim deste problema. “Companhias estão claramente se esforçando para identificar os desafios e proteger dados críticos, assim como desenvolvendo estratégias de sucesso para a segurança de dados confidenciais”, conclui Ponemon.

*Linda Rosencrance é editora do Computerworld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail