Home > Dicas

Como fotografar fogos de artifício

Dicas para você fotografar fogos de artifício de forma eficiente obtendo um colorido perfeito sem borrar

Dave Johnson - PCW/EUA

21/08/2006 às 16h30

Foto:

Dicas para você fotografar fogos de artifício de forma eficiente obtendo um colorido perfeito sem borrar

Fogos 400

As festas juninas já acabaram, mas você pode guardar estas dicas para registrar em sua máquina digital os fogos de artifício que enfeitarão o céu no Reveillón ou na final do Brasileirão.

A seguir, você aprenderá a configurar sua máquina da maneira correta para conseguir tirar fotografias de fogos de artifício sem borrar e ainda obter o colorido que você vê na tela. É claro que será preciso muita prática e treino e que, talvez, as imagens não saiam boas logo de primeira. Por isso, além dos passos abaixo, seja insistente!

Comece com o equipamento correto

Não é necessário muito para conseguir tirar fotos de fogos de artifícios surpreendentes, já que a maioria das câmeras digitais possui configurações automáticas ou permitem que você ajuste o tempo de exposição e a abertura do diafragma. Infelizmente, os equipamentos que possuem apenas as opções automáticas não oferecem bons resultados.

Há algumas câmeras que já possuem funções específicas para o registro de fogos - que poderão ser identificadas por "fireworks" -, como as Nikon Coolpix e Sony Cyber-Shot.

De qualquer maneira, você terá de usar um tripé: qualquer foto de fogos de artifícios exige um tempo de exposição de no mínimo um segundo e você não vai conseguir segurar a câmera firmemente por todo este tempo.

Se você tiver um controle remoto, ótimo! Mas não chega a ser um acessório indispensável. Se você não tiver um, não se desespere. O principal objetivo dele é evitar tocar na câmera durante o tempo de exposição para não tremer a máquina e, conseqüentemente, borrar a foto. Então, seja delicado, não toque a câmera nem a incline depois de iniciada a exposição e provavelmente tudo dará certo.

Eu gosto muito daqueles controles remotos pequenos que utilizam infravermelhos e evitam quaisquer toques durante a operação. A Olympus, em particular, costuma incluí-los em algumas de suas câmeras digitais.

Uma outra possibilidade, caso a câmera disponha de tal recurso, é
utilizar o temporizador de dois segundos, tempo suficiente para a
câmera estabilizar.

Acerte o foco

Normalmente, você não se preocupa com o foco quando você faz retratos de pessoas, desde que a sua câmera tenha a opção automática. No entanto, fotografar fogos de artifícios é diferente, já que você está trabalhando praticamente na escuridão total e a câmera pode demorar muito tempo procurando o foco correto no momento em que você tirar a foto. Se você sempre tenta tirar uma foto no escuro e escuta a lente se ajustando para procurar o foco correto, sabe sobre o que eu estou falando.

Qual a solução? Caso a câmera tenha opção de foco manual, opte por este modo e ajuste o mesmo para o infinito. Se esse modo não existir, a câmera provavelmente terá uma opção para o modo “paisagem” (“landscape mode”, normalmente representado pelo desenho de uma montanha).

Nesta função, ela irá focar no infinito automaticamente e, assim, estará sempre com o ajuste de foco correto – a não ser que você esteja a uma distância nada segura. Neste caso, o melhor foco para a sua câmera não deveria ser sua maior prioridade!

++++

Como usar o zoom

Está quase tudo pronto. Você colocou sua câmera em um tripé; ajustou o foco no infinito; e está esperando que os fogos comecem.

Mesmo que fique tentado a utilizar o máximo de zoom para conseguir ângulos mais próximos, eu recomendo que você trabalhe com um ângulo de visão mais aberto para que possa captar mais fogos em um único enquadramento.

É claro que você pode experimentar e mudar a escala de zoom durante a noite, mas se você deixá-lo distante o suficiente quando iniciar a exposição será possível registrar os fogos subindo no ar e, depois, explodindo - tudo no mesmo quadro. Assim, é mais garantido que saiam boas fotografias desde o começo.

Ao deixar o zoom muito próximo, fica mais difícil saber exatamente quando e onde os fogos irão parar e você pode não conseguir registrar o momento.

Procure a exposição correta

Agora só falta escolher a exposição certa. Como você está fotografando pequenos pontos de luz que se movem sobre o céu negro, devemos usar um tempo de exposição mais longo do que o padrão de 1/60 segundos que normalmente sua câmera utiliza. Você provavelmente obterá melhores resultados se usar um tempo entre 1 e 4 segundos.

Se você puder controlar a abertura do diafragma, tente começar pelo f/8. Depois de fazer as primeiras fotos, reveja-as em sua câmera e observe se você conseguiu registrar as cores reais dos fogos. Se eles ficarem brancos nas fotos, você deve usar o mesmo tempo de exposição, fechar um pouco a abertura focal, ou seja, alterar de f/8 para f/11 ou f/16, e tentar novamente. Caso não seja possível alterar a abertura do diafragma de sua câmera, reduza o tempo de exposição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail