Home > Notícias

Google é processado novamente por fraudes em links patrocinados

Promotor alega perdas de US$ 1.000 no sistema AdSense do buscador graças à ação de concorrentes que aumentou seus gastos

Por Elizabeth Montalbano, para o IDG Now!*

21/08/2006 às 10h27

Foto:

Promotor alega perdas de US$ 1.000 no sistema AdSense do buscador graças à ação de concorrentes que aumentou seus gastos

O Google pode ter que enfrentar mais problemas com a Justiça pelas supostas fraudes de cliques caso um juiz certifique um novo caso contra a companhia na Pensilvânia como uma ação judicial.

O promotor da Filadélfia Samuel Lassoff entrou com uma ação na Corte Distrital da Pensilvânia contra o buscador alegando que perdeu 1.000 dólares por fraudes de cliques envolvendo dois sites da empresa que possui para o setor de marketing e revendas, SJL Systems.

Os sites envolvidos no caso são o www.winatshopping.com e o www.coupons-and-promotions.com, e a fraude supostamente aconteceu entre outubro de 2005 e fevereiro de 2006.

A reclamação de Lassoff foi enviada ao Google nesta segunda-feira. Outras empresas não podem se juntar à ação até que o juiz a certifique, o que Lassoff disse estar confiante que ocorrerá.

Fraudes de cliques ocorrem quando alguém clica em um link patrocinado com intenções maliciosas. Por exemplo, funcionários de uma companhia podem clicar nos anúncios da companhia para aumentar seus gastos com publicidade, o que Lassoff acredita ter sido seu caso.

Outro caso de fraude de cliques é o responsável pelo conteúdo clicar nas propagandas do seu site para aumentar sua comissão.

Estimativas sobre a incidência da fraudes em cliques variam, mas se posicionam, na média, em 20% de todos os cliques registrados.

O promotor disse ter contatado o Google cerca de cinco vezes por e-mail ou telefone para relatar o que ele acreditava ser a fraude, quando viu que suas contas de propaganda com a empresa aumentaram, enquanto as vendas se mantiveram as mesmas. Ele não respondeu resposta do Google, "nem mesmo um e-mail", relatou ele.

Ele disse que seu caso e outros parecidos são maneiras como clientes de corporações multibilionárias podem policiar e ajudar a prevenir atividades fraudulentas.

O Google concordou em pagar 90 milhões de dólares no acordo para uma ação de fraude de cliques iniciada no estado do Arkansas. Outras companhias que vendem anúncios online, como Yahoo, estão envolvidas em processos contra fraudes.

*Elizabeth Montalbano é editora do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail