Home > Notícias

Homem é acusado de criar phishing aproveitando o furacão Katrina

Jovany Desir, de 20 anos, forjou páginas de sites como a Cruz Vermelha, eBay e Paypal para atrair doações para vítimas do furacão

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

21/08/2006 às 10h29

Foto:

Jovany Desir, de 20 anos, forjou páginas de sites como a Cruz Vermelha, eBay e Paypal para atrair doações para vítimas do furacão

Um homem de Miami, nos Estados Unidos, foi considerado culpado por desenvolver uma série de sites de phishing destinados a roubar informações de cartões de crédito a partir de doações para desabrigados pelo furacão Katrina.

Jovany Desir, 20, foi indiciado nesta terça-feira com cinco acusações relacionadas a scams online, disse o Departamento de Justiça dos EUA em um comunicado. Ele é acusado de ter forjadas páginas que se assemelhassem com os sites da Cruz Vermelha Norte-Americana, PNC Bank, eBay e Paypal. Dois bancos canadenses, o Banque Nationale e o Desjardins Credit Union, também foram alvos.

Semanas após o furacão Katrina ter devastado Nova Orleans e parte da Costa do Golfo, reclamações sobre a ampla ação de scams foram reportadas por empresas de segurança. No final de setembro, a Agência de Investigação Federal alertou que mais da metade dos sites de ajuda ao Katrina eram registrados por não norte-americano e poderiam ser fraudulentos.

O Governo dos EUA não disse quantas vítimas caíram nos scams recentes, mas o site do Banque Nationale contabilizou cerca de 8.500 vítimas na época.

As acusações carregam uma sentença máxima de 50 anos na cadeia, junto a uma multa de um milhão de dólares.

Por todo este risco, Desir talvez não tenha feito tanto dinheiro com seu golpe. De acordo com o comunicado da Promotoria, ele vendeu seus sites de phishing para "scammers iniciantes", por cerca de 150 dólares cada.

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail