Home > Notícias

Dicas para evitar problemas em aeroportos

Preocupado com as medidas de segurança que restringem o embarque de aparelhos eletrônicos? Temos algumas sugestões para você

Melissa J. Perenson - PC World EUA

23/08/2006 às 15h03

Foto:

Preocupado com as medidas de segurança que restringem o embarque de aparelhos eletrônicos? Temos algumas sugestões para você

aviaum-problema100x120Para um passageiro bem equipado tecnologicamente, a seguinte situação parece cena de um pesadelo. Você chega ao aeroporto e, minutos antes de embarcar, é avisado de que não poderá levar a bordo alguns itens que carrega em sua bagagem de mão – e isso inclui despachar todos os equipamentos eletrônicos que estão nela.

Em tempos de alerta máximo contra atentados, caso você esteja com viagem marcada para os EUA ou Europa, é bom saber lidar com a situação. Semanas atrás, devido às ameaças de ataques terroristas, passageiros que partiram ou fizeram escalas no Reino Unido não puderam embarcar com aparelhos eletrônicos (a alegação era de que eles poderiam ser utilizados como detonadores de explosivos).

Não é raro encontrar quem viaje com todos os seus aparelhos eletrônicos na bagagem de mão – notebook, HD portátil, câmera digital, smartphone, MP3 player, alguns memory cards – e, na condição de viajante freqüente, muitos passageiros têm arrepios só de pensar em ter de despachar estes itens na mala de viagem.

Lidando com as restrições

Checamos com diversos fabricantes de aparelhos eletrônicos quais dicas seriam úteis para os passageiros que sofrerão com estas novas regras. As respostas que obtive foram inesperadas e surpreendentes.

Estes toques podem ser encarados como um guia, já que assim, você estará preparado para o pior. Quando possível, você poderá embarcar com seu notebook, mas caso isso não ocorra, esta reportagem lhe dá sugestões para não perder e nem danificar seus equipamentos. 

Proteja seus eletrônicos

A revista que realiza a checagem de eletrônicos é sempre arriscada. A Transport Security Admnistration (TSA) foi criada após os atendados de 11 de setembro e está autorizada a vasculhar malas. Geralmente, é difícil que após a vistoria seus agentes deixem as coisas da mesma forma que encontraram. Isso acaba dando margem a problemas corriqueiros e que já atrapalhavam a aviação moderna muito antes do terrorismo ameaçar os céus, como sumiço de objetos, extravio de bagagem e atrasos nos vôos.

Se quiser saber das mais recentes advertências para vôos domésticos nos EUA, acesse o site da TSA (em inglês). Lá você fica sabendo o que levar e o que deixar em casa quando viajar. Antes de partir para o aeroporto, é importante checar com a empresa aérea se as regras com relação às bagagens não foram alteradas.

++++

Alguns conselhos e dicas

- Esteja preparado para tudo. “Na hora de arrumar a mala, não esqueça que talvez você tenha de checá-la no aeroporto”, alerta o experiente fotógrafo Steve Heiner, gerente técnico da Nikon.

- Aloje tudo de forma modular e, de preferência, leve os itens mais sensíveis em uma bolsa extra que caiba em sua bagagem de mão. “Normalmente, eu levo o meu iPod e o celular em uma pequena bolsa à parte que, se necessário, pode ser colocada na grande mochila que carrego nas costas. Isso ajuda a proteger a bagagem contra choques e me deixa tranqüilo quanto aos possíveis danos”, afirma Heiner.

- Se estiver viajando com uma câmera digital, considere levá-la num case protetor com espuma do lado interno. “Mesmo as menores bolsas para câmeras devem protegê-las adequadamente”, alerta Heiner. Quando bem embalada, uma câmera digital pode resistir a uma viagem no bagageiro do avião. “As câmeras da Nikon são desenvolvidas com a expectativa de serem bastante resistentes”, completa. Para obter ainda mais proteção, Heiner sugere que itens menores sejam postos dentro de bolas de meias.

- Deixe carregadores e acessórios separados de outros equipamentos eletrônicos. Quando postos juntos, baterias, cabos e afins tomam forma intrigante para as máquinas de raio X, não importando se estão na bagagem despachada ou na de mão. Arrumar tudo separadamente na bagagem de mão, ajuda você a removê-los com facilidade ao passar pela segurança. Assim, se algo levantar suspeitas, você terá apenas de abrir sua bagagem de mão - e não desarrumar toda a sua grande mala de viagem.

- Antes de viajar, lembre-se de carregar as baterias de todo aparelho eletrônico que for levar. Desta forma, caso solicitado pela segurança, você pode ligar o aparelho e provar sua função. Se não houver como carregar a bateria, tenha à mão o adaptador AC.

- Disponha os itens eletrônicos que despachar bem no centro da mala e ainda  coloque outros objetos ao lado para protegê-los. Evite malas de tecido ou materiais menos resistentes. Uma bagagem de plástico rígido, por exemplo, oferece melhor proteção contra impactos. Enrole seus eletrônicos em plástico-bolha ou os envolva em tecido. No caso de levar muitos itens eletrônicos, reforce esta providência – assim eles não vão se chocar durante a viagem.

- Ao viajar com seu notebook, faça um backup dos dados mais importantes e deixe em casa. Durante a jornada, leve uma cópia do backup feito e utilize um serviço online de backups, um drive de memória flash ou um disco ótico para armazenar dados mais recentes. Liem Nguyen, porta-voz da Gateway, aconselha que, ao despachar o notebook, você embale-o em neoprene e coloque-o bem no meio da mala, minimizando o efeito de possíveis impactos. Já Erin Davern, da Dell, acrescenta que é importante desligar completamente o notebook (ao invés de deixá-lo hibernando ou em modo de espera) e também retirar sua bateria – é desta forma que a empresa realiza o transporte de seus produtos. Se você não dispuser do neoprene ou algo similar, enrole o sistema e sua bateria em tecido macio ou em plástico bolha.

- Ao transportar seu celular, faça um backup dos contatos da memória do telefone para o SIM card e use um aparelho especial para fazer outro backup do seu SIM card. Se você precisar verificar algum dado no seu telefone durante a viagem, você apenas leva o SIM card reserva. Desta forma você terá os seus contatos não apenas armazenados no telefone, mas também no SIM card reserva e no SIM card de backup que você deixou em casa. À respeito da resistência dos telefones, fabricantes como a Nokia garantem que seus modelos atuais são capazes de suportar viagens feitas no bagageiro do avião.

- Quando comprar um HD – não importa que seja um de desktop, portátil, em tamanho pocket ou mesmo um de HD de notebook – procure por modelos desenvolvidos com proteção anti-choque. Um pequeno modelo da Seagate Technology, por exemplo, move a cabeça de leitura do disco para o lado, afastando-se do media disk – isso previne danos ocasionados por choques em sua bagagem. Segundo a companhia, o modelo sofreu testes para garantir que continue intacto mesmo após quedas de um metro de altura em superfícies de concreto. Ao viajar, “tente manter o HD envolto em tecidos, como o de um suéter, ou em plástico-bolha, e não o transporte localizado próximo a superfícies rígidas. Mantenha-o firmemente armazenado – você não vai querer que ele fique ‘dançando’ dentro da bagagem”, explica Peter Radsliff, diretor de marketing da Seagate. Caso possível utilize um estojo protetor que absorva os impactos da viagem. Se, ainda assim, o seu HD não funcionar na próxima utilização, não entre em pânico. Possivelmente os dados ainda estão a salvo no disco do HD e podem ser recuperados com facilidade. De acordo com Radcliff, danos causados em viagens são, na maioria das vezes, apenas mecânicos. 

++++

Outras considerações importantes

Se você usa cadeado em sua mala, certifique-se de que este é autorizado pela TSA. Os cadeados aprovados estão disponíveis em diversos estabelecimentos comerciais ou em lojas online, com a Amazon.com.

Caso a preocupação seja com o valor dos equipamentos com os quais está viajando, fique atento ao seguro do passageiro. Algumas empresas de cartões de crédito, por exemplo, oferecem seguro para bagagens. As características dos serviços variam. Normalmente, eletrônicos pessoais estão protegidos por seguros do proprietário ou de quem aluga os aparelhos. Mas como os termos variam, verifique os detalhes com o fornecedor.

Também considere enviar seus pertences antes de viajar. Você pode usar serviços rápidos e que permitem pré-agendamento, como as opções de transporte noturno e de dois dias de carregadoras como FedEx e UPS. No entanto, esta opção pode parecer cara e exige planejamento antecipado para que os equipamentos não cheguem antes de você.
 
Serviços como os da transportadora de malas Luggage Forward se assemelham ao das carregadoras tradicionais em vários aspectos, entretanto a bagagem não viaja em aviões comerciais e não está sujeita às avaliações de segurança da TSA a que as suas malas serão submetidas. Isto significa que tudo o que você enviou de sua casa irá chegar ao seu destino exatamente do mesmo jeito que mandou. (equipamentos internacionais estarão sujeitos às vistorias tradicionais). A Luggage Foward oferece ainda uma caixa reutilizável para laptop (a um custo de 30 dólares, que incluem o primeiro uso e o transporte ao seu destino).

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail