Home > Notícias

Sites de universidades federais e do Ibama são invadidos como protesto

Sites da USP, Unesc e do Ibama são pichados com protestos contra sistema de cota raciais e por corrupção dentro do órgão federal

Por Redação do IDG Now!

24/08/2006 às 14h37

Foto:

Sites da USP, Unesc e do Ibama são pichados com protestos contra sistema de cota raciais e por corrupção dentro do órgão federal

O grupo "OutLaw" promoveu uma onda de ataques na última terça-feira (22/08) a sites de universidades brasileiras e ao endereço do Ibama, motivados pelo sistema de cotas raciais e acusações de corrupção no órgão federal.

A página de acesso ao webmail do Centro de Informática de São Carlos, veiculada à Universidade de São Paulo, foi desfigurada pelo grupo com um texto questionando a aprovação de cotas raciais em universidades federais.

Espelhos para todos os ataques podem ser encontrados no site de monitoramento cracker Zone-H.org.

Segundo o grupo, o sistema de cotas é uma "palhaçada" por não dar a estudantes brancos que vieram de escolas públicas o mesmo privilégio oferecidos a alunos negros.

A página de acesso à intranet da Universidade do Extremo Sul Catarinense, localizada em Santa Catarina, também foi pichada com a mesma mensagem, que ainda prometia ataques aos sites das Universidades Federais de Minas Gerais e Brasília.

Ainda na terça-feira, o grupo também desfigurou as página de webmail dentro do site do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) com um protesto contra a descoberta de fraudes na negociação de autorizações de transporte de produtos florestais (ATPFs) dentro do órgão.

Conduzida pelo Ministério Público e pela Polícia Federal do Amapá, a Operação Isaías prendeu 16 servidores do Ibama envolvidos na fraude.

Este é o segundo caso de invasões contra páginas ligadas ao Governo da semana. Nesta quarta-feira, crackers picharam o site do PT com ofensas ao presidente Luís Inácio Lula da Silva e reprodução do número político do PSDB.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail