Home > Notícias

Adolescente britânico de 18 anos é condenado por ataques do tipo DoS

Após ataque com 5 milhões de e-mails contra servidor de antigo empregador, David Lennon é condenado a prisão domiciliar no Reino Unido

Por Jeremy Kirk, para o IDG Now!*

24/08/2006 às 14h34

Foto:

Após ataque com 5 milhões de e-mails contra servidor de antigo empregador, David Lennon é condenado a prisão domiciliar no Reino Unido

Promotores britânicos condenaram um jovem de 18 anos considerado culpado nesta quarta-feira de invadir o servidor do seu antigo empregador com um ataque do tipo “negação de serviço” (do inglês, DoS).

David Lennon foi considerado culpado de violar o Ato de Mau Uso de Computadores de 1990, que proíbe modificações não autorizadas de uma máquina.

Lennon admitiu ter "modificado" o servidor da Domestic and General Group PLC, companhia que oferece garantias para aplicações domésticas, ao enviar um fluxo de 5 milhões de e-mails.

O jovem, porém, alegou que o tráfego de mensagens era permitido já que o site convidava os usuários que pedissem ajuda em caso de dúvida.

Em novembro, um juiz distrital concordou com o argumento, colocando em dúvida de a lei contra crimes digitais era precisa o suficiente para evitar certos tipos de ataques DoS.

Os promotores apelaram da decisão, e a Corte Real de Justiça enviou o caso novamente para julgamento alegando que o volume de mensagens enviadas por Lennon caracterizava uso não autorizado.

Como resultado, Lennon foi sentenciado a prisão domiciliar por dois meses, de acordo com o Serviço Real de Promotoria (do inglês, CPS).

Legisladores britânicos estão debatendo revisões no Ato, para que a penalidade máxima para modificações não autorizadas em PCs aumentasse para até 10 anos de reclusão. Atualmente, a maior pena para acesso não autorizado é de 2 anos, com possibilidade de acréscimo de 6 meses.

*Jeremy Kirk é editor do IDG News Service, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail