Home > Notícias

Tecnologia de gerenciamento de direitos autorais da Microsoft é hackeada

Programa retira tecnologia DRM, responsável pelo controle de cópias de canções compradas em lojas que suportam protocolo da MS

Por Redação do IDG Now!

29/08/2006 às 14h13

Foto:

Programa retira tecnologia DRM, responsável pelo controle de cópias de canções compradas em lojas que suportam protocolo da MS

A Microsoft foi forçada a distribuir uma atualização de software urgente para solucionar o fácil e efetivo hackeamento no seu sistema de proteção de direitos autorais em canções digitais.

Uma nova aplicação chamada FairUse4WM foi revelada no final da última semana. De acordo com notícias, o software tira o sistema DRM (do inglês, digital rights management) de gerenciamento de direitos autorais das músicas que contam com as tecnologias Windows Media, da Microsoft, e PlaysForSure.

A tecnologia hackeada pelo aplicativo é usada pela grande maioria das lojas online que vendem músicas legalmente, como o Napster nos Estados Unidos.

No Brasil, todos os serviços de música digital usam o DRM da Microsoft para controlar a cópia de músicas.

O FairUse4WM tira até mesmo a proteção DRM de canções baixadas em serviços online que atuam pelo sistema de assinatura, tornado possível que usuários baixem músicas gratuitamente sem limite.

Uma vez que a segurança tenha sido arrancada das canções, a música pode ser importada e executada pelo iTunes usando o QuickTime e o Flip4Mac.

O software FairUse4WM faz a conversão de apenas um arquivo por vez e pede que o usuário tenha as versões 10 ou 11 do Windows Media instalados em seu PC.

O lançamento do software expõe as fraquezas dos planos de negócios baseados em DRM, ao mesmo tempo em que a disputa entre empresas de tecnologia e gravadoras só aumentam, assim como exigências dos usuários de usos corretos das canções compradas legalmente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail