Home > Notícias

HP faz reunião de emergência sobre vazamento de informações

Em reunião extraordinária no domingo, conselho da HP debate investigações que apontaram vazamento de informações

Por redação do Computerworld

11/09/2006 às 10h20

Foto:

Em reunião extraordinária no domingo, conselho da HP debate investigações que apontaram vazamento de informações

O conselho diretor da Hewlett-Packard não tomou nenhuma atitude especial durante a reunião extraordinária realizada no domingo (10/09) para debater os escândalos, referentes a vazamento de informações, que abalaram a alta cúpula da empresa.

Durante várias horas, o grupo realizou teleconferências para debater os relatórios apresentados por investigadores externos que obtiveram gravações de conversas telefônicas realizadas entre diretores e jornalistas para rastrear as fontes de vazamento de informações.

As táticas dos investigadores - de disfarçar sua verdadeira identidade a fim de ter acesso aos registros de clientes -, porém, podem ter violado as leis do país. O procurador geral do Estado está investigando o caso.

A executiva Patricia Dunn, membro do conselho da HP, foi criticada por iniciar a investigação e também pelos métodos utilizados. Rumores chegaram até mesmo a indicar sua saída do cargo. A executiva declarou que ficou chocada com o fato de os investigadores terem utilizado maneiras supostamente ilegais de conduzir suas investigações, e ressaltou ainda que não foi informada sobre como a equipe conduziu seu trabalho.

Uma das investigações apontou que o diretor George Keyworth foi a fonte da CNet Networks sobre a estratégia da HP para uma matéria publicada em janeiro deste ano. Quando foi solicitado pelo conselho que deixasse o cargo em maio, Keyworth recusou-se a sair. Outro membro do conselho, Thomas Perkins, renomado investidor do Vale do Silício, renunciou em protesto à forma como a investigação foi conduzida.

Em uma carta formal enviada na sexta-feira (08/09), o CEO da HP, Mark Hurd, pediu a seus funcionários para continuarem focados em suas atividades. "A cobertura da mídia e as especulações sobre o conselho da HP não tem nada a ver com a estratégia ou operações da empresa", disse.

Hurd, que enfatizou estar falando como CEO e não como integrante do conselho, ainda complementou. "Existe uma longa história de vazamento de informações no próprio conselho da HP e ela precisa ser solucionada".

Robert Mullins é repórter do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail