Home > Notícias

Criadores do vírus Zotob são condenados a prisão no Marrocos

Dois marroquinos foram condenados por espalhar vírus que atingiu rede CNN durante transmissão ao vivo

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

13/09/2006 às 9h48

Foto:

Dois marroquinos foram condenados por espalhar vírus que atingiu rede CNN durante transmissão ao vivo

Dois marroquinos foram condenados a prisão por espalharem o vírus de computador Zotob, que atingiu cerca de 250 mil computadores equipados com Windows no ano passado.

Farid Essebar, 19, foi sentenciado a dois anos de prisão nesta terça-feira (12/09), por uma corte do Marrocos, segundo a France-Presse. Achraf Bahloul recebeu sentença de um ano.

Um terceiro homem, de 22 anos, Atilla Ekici, da Turquia, foi multado pelo ataque, que atingiu uma série de grandes corporações em agosto de 2005.

A praga infectava computadores com o sistema operacional Windows 2000, aproveitando-se de uma falha do serviço Plug and Play do software da Microsoft, atingindo empresas de mídia, incluindo a rede de televisão CNN.

Ekici e Essebar, também conhecidos como "Coder" e "Diabl0", respectivamente, foram presos 12 dias depois do Zotob começar a circular. Autoridades policiais investigaram 16 pessoas que tiveram conexão com o Zotob.

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail