Home > Notícias

Intel cria rede de banda larga wireless WiMax em Parintins, na Amazônia

Rede sem fio em banda larga deve beneficiar 114 mil pessoas em cidade da Amazônia

Por Redação do IDG Now!

21/09/2006 às 10h53

Foto:

Rede sem fio em banda larga deve beneficiar 114 mil pessoas em cidade da Amazônia

O chairman da Intel Corp., Craig Barret, inaugurou, nesta quarta-feira (20/09), uma rede sem fio em banda larga na cidade de Parintins, na Amazônia.

O projeto integra o Programa World Ahead, uma iniciativa onde a Intel planeja investir mais de 1 bilhão de dólares em todo o mundo, ao longo dos próximos cinco anos, para acelerar o acesso a computadores e à internet em comunidades em desenvolvimento.

Por meio da rede sem fio em banda larga, os 114 mil moradores de Parintins, cidade localizada em uma ilha no Rio Amazonas, terão melhor acesso a serviços de saúde e educação, informa a Intel.

A rede, que usa a tecnologia WiMax em uma faixa de transmissão de até 48 km, foi instalada em um centro de saúde, duas escolas públicas, um centro comunitário e na Universidade da Amazônia. A Intel também doou e instalou equipamentos para Telemedicina no centro de saúde e laboratórios de informática nas duas escolas.

Em Parintins, a Intel já treinou 24 professores por meio de suas iniciativas educacionais: o 'Programa Intel Educação para o Futuro', que ensina os professores como usar a tecnologia para melhorar a maneira com que os alunos aprendem; e o 'Programa Intel Aprender' prepara estudantes menos privilegiados, com idades entre 10 e 18 anos, para o mercado de trabalho.

A Universidade da Amazônia também iniciou um programa de Telemedicina em conjunto com a Escola de Medicina da Universidade de São Paulo. As novas ferramentas, incluindo interação por vídeo em tempo real entre especialistas e pacientes, permitem que os 32 médicos da cidade tenham acesso rápido aos últimos dados médicos ou opiniões de especialistas.

Segundo a Intel, a solução implantada na Amazônia será levada a comunidades isoladas na África, Ásia e Oriente Médio, onde a infra-estrutura de eletricidade e telecomunicações é obsoleta e o transporte é difícil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail