Home > Notícias

Sony anuncia seu primeiro leitor de e-books para outubro nos EUA

Leitor PRS-500 usará papel eletrônico monocromático para reproduzir livros com controle de cópias comprados em livraria virtual da Sony

Por Peter Sayer, para o IDG Now!*

27/09/2006 às 14h53

Foto:

Leitor PRS-500 usará papel eletrônico monocromático para reproduzir livros com controle de cópias comprados em livraria virtual da Sony

Ebook PRS-500A Sony começará a vender um leitor de livros eletrônicos em lojas e na internet nos Estados Unidos até o final de outubro, e inaugurou um serviço online de venda de livros para seu aparelho, disse a companhia nesta quarta-feira (27/09).

A tela do Portable Reader System PRS-500 usa a tecnologia de papel eletrônico da empresa E-Ink para diminuir seu consumo de energia. O display monocromático precisa ser energizado apenas quando uma nova página é exibida. Quando a energia é cortaa, a última página visualizada se mantém visível.

O leitor custará cerca de 350 dólares, incluindo um cabo USB para integrar livros e um adaptador de energia para carregar a bateria interna, que terá autonomia para carregar cerca de 7.500 novas páginas de livros.

Ao registrar seus leitores antes do final do ano na loja online da Sony, compradores ganharão um vale-comprar de 50 dólares em livros eletrônicos.

A loja online contém mais de 10 mil livros, segundo a Sony. Mesmo que a maioria dos livros precise ser comprada, existem diversos títulos nas prateleiras virtuais que podem ser baixados gratuitamente, como o romance "Como ser legal", de Nick Hornby, e a crítica de Dinesh D'Souza para novas tecnologias e economias em "The Virtue of Prosperity".

As obras podem ser baixadas apenas por residentes dos Estados Unidos, e um software especial, que acompanha o player e apenas roda no sistema Windows XP, é necessário para copiar os arquivos para o aparelho.

A Sony usa a tecnologia DRM para restringir as maneiras como compradores podem usar os livros comprados da loja. Assim como acontece no mercado de música digital, o leitor não reproduzirá e-books comprados em outros lojas que usem DRMs diferentes, segundo a Sony.

No entanto, o aparelho reproduz livremente documentos sem restrições, incluindo imagens nos formatos BMP, GIF, JPEG e PNG, textos em RTF ou arquivos PDF não encriptados. O software que acompanha o leitor pode ainda converter documentos em outros formatos, como feeds de RSS e documentos do Microsoft Word.

O cronograma original da Sony foi atrasado em seis meses desde que o PRS-500 foi apresentado. Durante a feira Consumer Electronic Show, em Las Vegas, em janeiro, a empresa disse que o player estaria disponível a partir de abril.

A Sony não tem planos de vender os leitores na Europa por enquanto, mesmo que os planos possam mudar após o segundo trimestre de 2007, disse a porta-voz da companhia Delphine Viers.

*Peter Sayer é editor do IDG News Service, em Paris.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail