Home > Dicas

O que você precisa saber sobre gravadores Blu-Ray

Antes de comprar, verifique cuidadosamente as especificações da primeira safra de gravadores Blu-Ray

Melissa J. Perenson - PCW / USA

27/09/2006 às 17h27

Foto:

Antes de comprar, verifique cuidadosamente as especificações da primeira safra de gravadores Blu-Ray

Leia também: Blu-Ray na sala de estar

BluRay 100 150A nova revolução nos discos ópticos de alta capacidade começou em maio, quando a Pioneer lançou o primeiro gravador de disco Blu-Ray para PCs. O lançamento foi o tiro inicial na batalha dos novos drives, que ainda deve ter a participação efetiva do formato HD DVD (até agora o mercado ainda não viu um anúncio ou lançamento de gravadores HD DVD para PC, atualmente só existem leitores desse formato disponíveis). O fato anuncia um período de transição; uma época geralmente marcada pelas armadilhas de aderir de forma precoce a uma nova tecnologia.

Consumidores já consideram utilizar um gravador Blu-Ray para salvar vídeos, fazer backups ou qualquer outro uso criativo que se possa existir para um formato que comporta 25 GB e 50 GB em disco. Ao invés disso, veja o que deve ser levado em consideração na hora de comprar um novo equipamento como este.

:: Dica 1: Fique de olho nas especificações

Os gravadores de CD e DVD estão maduros, o Blu-Ray ainda está em evolução. As especificações do equipamento estão repletas de espaços para evoluções, e podem variar de uma marca para outra. Alguns drives podem suportar discos de dupla camada com 50 GB, outros não. Por exemplo, o Pioneer's BDR-101A não suporta a gravação de CDs e discos Blu-Ray de 50 GB dupla camada.

Os modelos BD-R e BD-RE da Pioneer, que são modelos de drives Blu-Ray gravável e regravável, possuem velocidade de registro de 2X. Alguns fornecedores têm falado sobre drives com 4X, mas estes modelos ainda vão demorar a aparecer no mercado. Fabricantes estimam que 8X seja o último patamar de velocidade, diferente do DVD que estabilizou em 16X.

Se estiver precisando de um drive tanto para gravação Blu-Ray, quanto para gravação de CD e DVD padrão, fique de olho nas velocidades de gravação da segunda categoria. Mesmo se a velocidade do Blu-Ray for a mesma, deve-se perceber diferenças sutis nas especificações. Por exemplo, um drive deve suportar DVD+R de camada dupla em 4X, e outro deve oferecer DVD+R de camada dupla em 8X. Para essa questão, fique atento para algumas semelhanças. Frequentemente isso pode significar que os dois drives em comparação são fornecidos pela mesma produtora do equipamento original, fazendo-os com especificações idênticas.
++++
Dica 2: Atenção com os softwares

Verifique cuidadosamente os softwares do drive Blu-Ray. Certifique-se que uma boa combinação de programas esteja presente no pacote comprado. Editor de vídeo e programas para apresentação são básicos, dada a ênfase do Blu-Ray na área de vídeo. Um software de backup seria interessante, considerando que programas deste tipo tendem a ser meticulosos e precisam de suporte direto do drive específico para funcionar corretamente.

Um dos melhores pacotes vistos foi o combinado InterVideo/Ulead com o PX-B900A da Plextor: ele inclui WinDVD BD para execução de discos Blu-Ray, WinDVD, Ulead VideoStudio 10S para edição de vídeo e preparação de apresentações, DVD MovieFactory 5SE para apresentações e gravação de discos de vídeo e foto, Burn.Now 1.5 para gravação de discos de dados e  BD DiscRecorder para gravação de conteúdo HD diretamente do disco rígido.

Também bem cotado é o versátil pacote de programa CyberLink que vem com o drive BWU-100A da Sony. São seis aplicativos CyberLink: PowerProducer BD/DVD para discos de apresentação, PowerDirector para edição de vídeo, Power2Go para gravação de discos de dados, InstantBurn para habilitação de registro em pacote, PowerBackup usado como software de backup e PowerDVD para executar DVDs e outros vídeos.
 
Contudo, o drive da Sony não vem com um programa para execução de filmes Blu-Ray. De acordo com o gerente de marketing da Sony, Robert DeMoulin, a empresa optou por não incluir o programa executor de Blu-Ray, pois o software de compatibilidade HDCP/BD-ROM para o mercado não estava disponível quando a empresa montou o pacote. A Sony vai oferecer para aqueles que compraram o drive um upgrade gratuito do programa a partir de outubro, afirma ele. “O drive é completamente capaz de executar BD-ROM (Blu-Ray Disc ROM), mas o sistema do usuário precisará do upgrade do PowerDVD e possivelmente de mais alguns para a placa gráfica e exibição de acordo com a HDCP (sigla em inglês para proteção de conteúdo digital via banda-larga). Junto com o gratuito upgrade do PowerDVD, estaremos oferecendo também uma ferramenta de checagem de sistemas gratuitamente que vai fazer a análise do PC do usuário e informar se qualquer upgrade de hardware é necessário para a autorização HDCP”, anuncia DeMoulin.

O gerente da Sony faz uma boa colocação: nem todos os PCs estarão equipados para lidar com discos de alta definição, sejam eles HD DVD ou Blu-Ray. Por exemplo, se você tentar fazer um upgrade no seu PC de três anos de uso com um drive Blu-Ray para assistir a vídeos de alta definição, você pode ficar desapontado.

O mais interessante é que o software HDCP simplesmente não ficou pronto até agora. Isso ressalta a pressão com a qual a próxima geração de drives ópticos baseados em Blu-Ray chegará ao mercado. O HD DVD possui a mesma parcela de culpa que o Blu-Ray, já que não se pode comprar nenhum drive de HD DVD para acrescentar ao seu PC hoje. Pelo menos para o Blu-Ray existe a opção. O lado bom é que a Sony está oferecendo um upgrade gratuito aos seus consumidores para obterem o player quando o programa estiver disponível. Outros fabricantes, como Pioneer e I-O Data, cujos drives não incluem tal programa, não estão fazendo o mesmo.

O drive da Pioneer vem apenas com o programa DigitalMedia SE da Sonic, para tarefas básicas de gravação. Falta o programa de registro em pacotes, edição de vídeo e componentes específicos para disco de apresentação e executor de filmes Blu-Ray. 

O BRD-UM2/U da I-O Data possui um pacote de softwares melhor, mas inclui versões antigas de programas e também carece de um executor de filmes Blu-Ray. O drive externo vem acompanhado do DVD MovieWriter 4.7 da Ulead para apresentações em vídeos, InterVideo WinDVD, versões customizadas do Burn.Now 3 para gravação de dados, MP3, áudio, discos de inicialização e o WinDVD 5 da InterVideo para execução de VCD e DVD.

Usuários dos drives da Pioneer ou da I-O Data terão de esperar até a CyberLink oferecer o seu player na sua página para aquisição. A CyberLink também vai oferecer uma checagem de configuração do sistema com o BD/HD Advisor, que está atualmente disponível na versão beta. A CyberLink afirma que a ferramenta vai escanear o seu sistema e executar oito testes para verificar se o seu computador pode lidar com execução de BD-ROM.
++++
:: Dica 3: olho nos preços

O mercado para os gravadores de discos Blu-Ray ainda está engatinhando. Apenas quatro fabricantes lançaram drives até agora: I-O Data, Pioneer, Plextor e Sony. Mas novos drives estão chegando, incluindo modelos da BenQ, LG e Lite-On.

Quando o drive da Pioneer que chegou em maio mercado, seu preço de catálogo era de US$ 999, mas este preço não durou muito. O drive da Sony foi lançado em agosto custando US$ 750 – 25% mais barato – e já é possível encontrar o modelo da Sony por US$ 700. Com a crescente competição, os preços no futuro serão mais baixos. Por exemplo, o gravador da Lite-On que será lançado em novembro custará US$ 650 – 35% de queda em relação aos preços iniciais. Até o fim do ano, não será surpresa achar um drive por US$ 650 ou US$ 600. Isso representaria uma queda de 40% no preço desde o lançamento da Pioneer há sete meses.

Agora, se você estiver sedento por uma gravação de alta capacidade, a recomendação é esperar um pouco mais, até que chegue a época das compras de fim de ano. Mas se não puder esperar, leia cuidadosamente todos os detalhes sobre o drive que estiver levando para casa, para não correr o risco de terminar com um drive que não inclui ou suporta os atributos que você deseja.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail