Home > Notícias

MySpace ameaça liderança do Yahoo no setor de vídeo digital, diz estudo

Embora o Yahoo possua mais usuários, o MySpace supera portal em quantidade de vídeos assistidos durante julho, diz comScore

Por Redação do IDG Now!

28/09/2006 às 10h51

Foto:

Embora o Yahoo possua mais usuários, o MySpace supera portal em quantidade de vídeos assistidos durante julho, diz comScore

O Yahoo manteve a liderança entre portais de streaming de vídeo com média de 37,9 milhões de usuários, seguido por You Tube e MySpace, segundo pesquisa da consultoria de mídia digital comScore Media Metrix divulgada nesta quarta-feira (27/09).

De acordo com o estudo, 106,5 milhões de norte-americanos - ou quase um terço da base de usuários de banda larga no país - assistiram a cerca de 7,2 bilhões de vídeos online durante julho, com média de 67 arquivos para cada usuário.

A liderança do portal, no entanto, está cada vez mais ameaçada pelo MySpace que, embora possua menos assinantes que o Yahoo (37,4 milhões, segundo o estudo), registrou quase o dobro de vídeos assistidos - 1,4 bilhão contra 812 milhões.

O popular YouTube aparece apenas na terceira posição nos Estados Unidos, com média de 30,5 milhões de usuários acessando 649 milhões de vídeos.

O levantamento mostrou também que o MySpace possui média mensal de 39 streamings por usuários, resultando também em quase o dobro da média o Yahoo, que registrou 21,4 vídeos por usuários.

Sites do conglomerado de mídia Time Warner, que inclui a transmissão de programas de TV como a série "Lost" pela página do canal norte-americano NBC, ficaram com a quarta posição, com 25,6 milhões de usuários e média de 258 vídeos assistidos.

Em quinto, aparece a Microsoft que, com seu recém-inaugurado Soap Box e vídeo publicados no MSN Spaces, atraiu 16,2 milhões de usuários.

Mercado de vídeos dos usuários
O crescimento no acesso a vídeos formulados por usuários dentro dos Estados Unidos é também foco de estudo divulgado nesta quarta pela In-Stat que afirma que o faturamento do setor deverá atingir 850 milhões de dólares até 2010.

Segundo a In-Stat, a receita será proveniente tanto de parcerias de sites como YouTube, Yahoo Video e MySpace com grandes estúdios, como de canais patrocinados e da verba gerada por sistemas como o Google AdSense pelo tráfego dos serviços.

Até lá, o levantamento afirma que o tráfego consumido para a reprodução e publicação dos vídeos deverá ultrapassar 1,1 exabytes - ou algo como 1 bilhão de Gigabytes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail