Home > Notícias

Analistas questionam sobrevivência do site de vídeos YouTube

Mais dois analistas colocam dúvidas sobre o futuro do YouTube. Dessa vez, da Forrester

Por Redação do IDG Now!

03/10/2006 às 10h50

Foto:

Mais dois analistas colocam dúvidas sobre o futuro do YouTube. Dessa vez, da Forrester

O futuro do YouTube ganhou as manchetes. Será que ele vai sobreviver e saberá lidar com as questões de direitos autorais?

Dois analistas da Forrester Research, Josh Bernoff e Ted Schadler, entraram na discussão. Em um post em seus blogs, são categóricos. “O YouTube será processado e vai perder”, escreveram.

Para justificar seus argumentos, os dois analistas lembram a história do Napster, uma empresa do começo da era internet que permitia que os usuários trocassem músicas em redes peer-to-peer. “O YouTube está em uma situação semelhante”.

No caso do Napster, só para lembrar, o serviço tentou voltar de forma legalizada, mas sofre com a falta de consumidores.

Na semana passada, o investidor Mark Cuban chegou a conclusões semelhantes, durante apresentação para um grupo de anunciantes. A consultoria IDC, há três meses, também questionou o modelo de negócios do YouTube.

Em entrevista ao IDG Now!, o diretor executivo da Globo.com, Juarez Queiroz, disse que a maioria do conteúdo do YouTube, no Brasil, era da Globo e que a questão de direito autoral precisava ser discutida.

A apresentadora do MTV, Daniela Cicarelli, obteve liminar na Justiça que obrigava o YouTube a retirar do ar vídeos que mostravam a modelo com seu namorado em cenas quentes em uma praia na Espanha.

Mas à medida que tem seu futuro questionado, a audiência cresce. Nos Estados Unidos, 34 milhões de norte-americanos acessaram o YouTube, audiência maior do que as das redes de TV CNN e do jornal The New York Times.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail