Home > Notícias

Russos são condenados a oito anos de prisão por crimes cibernéticos

Três russos foram condenados a oito anos de prisão por crimes de negação de serviço (DoS) e criação de redes zumbi em 2003

Por John E. Dunn, para o IDG Now!*

05/10/2006 às 12h28

Foto:

Três russos foram condenados a oito anos de prisão por crimes de negação de serviço (DoS) e criação de redes zumbi em 2003

Três russos, que fizeram extorsão de dinheiro em sites de apostas com base no Reino Unido, foram condenados a oito anos de prisão.

Segundo fontes russas, Ivan Maksakov, Alexander Petrov e Denis Steparov usaram ataques de negação de serviço (DoS), realizado por meio da criação de redes zumbis. Em seguida, pressionaram as vítimas a pagar cerca de 4 milhões de dólares.

O promotor envolvido no caso afirmou que os acusados, que mantinham base na região de Saratov, conduziram 54 ataques em servidores em 30 países, por um período de seis meses durante o ano de 2003.

Um site de apostas australiano, chamado Canbet, foi atacado durante um importante campeonato de corrida de cavalos. A empresa se recusou a pagar a quantia desejada de 10.000 dólares pelos criminosos. No entanto, o ataque de negação de serviço tornou os servidores da competição inacessíveis, causando prejuízo de 200.000 dólares por dia.

Sob ataque, o Canbet concordou em pagar os criminosos, depositando o dinheiro em uma conta de um banco na Letônia. Em seguida, denunciou o caso para Unidade Nacional de Crimes Tecnológicos do Reino Unido (NHTCU). A Interpol e a polícia russa ficaram responsáveis de encontrar os malfeitores.

De acordo com o blog da Kaspersky, empresa russa de segurança, esses tipos de crimes raramente vão para corte e normalmente recebem penas brandas. Com a punição severa das autoridades russas, pode haver uma mudança nas sentenças sob essas acusações, já que o país se tornou um alvo fácil de criminalidade digital.

“Ataques de negação de serviço eram comuns entre 2002 e 2004. No entanto, nós notamos uma queda no número de ataques e pode-se dizer que ele está praticamente extinto”, disse a empresa em seu blog.

Igualmente, como o Kaspersky informou nesse ano, os russos criaram cavalos-de-tróia que podem codificar arquivos antes do pagamento e começaram a atacar com chantagem cibernética. Ao contrário de aqtaques convencionais, os cavalos-de-tróia são mais anônimos.

*John E. Dunn é editor do Techwolrd, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail