Home > Notícias

Sete perguntas sobre a relação das crianças com o computador

Tire suas dúvidas sobre qual o melhor momento para que seu filho comece a brincar com o PC e veja regras para educá-lo digitalmente

Por Ralphe Manzoni Jr. editor executivo do IDG Now!

06/10/2006 às 10h54

Foto:

Tire suas dúvidas sobre qual o melhor momento para que seu filho comece a brincar com o PC e veja regras para educá-lo digitalmente

A tecnologia está por todos os lados e, mesmo que você não queira, seu filho terá contato com o computador na casa de um amigo, na escola e ou na rua (locais públicos de acesso gratuito ou pago).

O que fazer, então, para que a relação de pais e filhos seja saudável na era da computação e da internet? Da mesma forma que a TV, quando chegou à sala de estar da família brasileira, trouxe dúvidas, o computador ainda deixa pais confusos sobre como agir.

O IDG Now! conversou com a professora e consultora pedagógica Silvana Augusto, que participou de um projeto da organização não-governamental Avisa Lá de introdução do computador em sala de aulas de escolas públicas, e elaborou um guia para ajudar os pais.

Leia as dicas:

Com que idade devo deixar meu filhos usar o computador e a internet?

Não existe uma idade específica. Mas, do ponto de vista do desenvolvimento, quatro anos é considerada uma idade interessante, pois é a época em que a criança começa a desvendar códigos, como a escrita.

Devo colocar computador no quarto do meu filho?

O computador deve ser um bem da família e por ela compartilhado em um espaço comum. Evite encher o quarto de seu filho com recursos tecnológicos, como TV e videogames, que vão retirá-lo do convívio social da casa.

Devo impor limites para o uso do computador?

Quando a criança só pensa em jogar futebol ou brincar de boneca, você não impõe um limite? Com o computador é a mesma coisa. É preciso criar regras. Veja algumas dicas:

1) Estabeleça um horário
2) Tenha uma agenda na qual a criança possa brincar e fazer trabalhos da escola
3) Promova situações em que a criança possa compartilhar o computador com os amigos e os pais

Devo deixar meu filho sozinho no computador?

Depende. Se ele está usando o computador para jogar, esse é um tempo para ele treinar suas habilidades. É uma atividade como qualquer outra da rotina da criança. Mas, na internet, é necessário um acompanhamento para evitar que acesse conteúdos considerados impróprios.

Devo bloquear ou restringir o acesso a determinados conteúdos?

Essa não é uma boa estratégia. Mesmo que você use softwares que bloqueiem o acesso a determinados sites, nunca conseguirá impedir que seu filho acesse conteúdos considerados impróprios. A melhor tática é ter um adulto ao lado e aproveitar o tempo em frente ao computador como uma oportunidade de convívio, mostrando a ele sites que você gosta e deixando que ele também navegue por suas páginas preferidas. Lembre-se: a internet não deve ocupar o lugar que a TV teve para os pais do passado, que esqueciam seus filhos na frente do aparelho.

Devo bisbilhotar o que meu filho acessa na internet e ler seus e-mails?

Se você chegou ao ponto de espionar a vida digital do seu filho é porque a relação se perdeu. Que valores sobre o mundo virtual você compartilhou com o seu filho? Saiba que uma bobagem ou outra ele sempre vai ver, mas se tem valores e uma iniciação sólida sobre como usar o computador e acessar a internet, estará fora de perigo.

Que tipos de softwares são indicados para uma criança?

Crianças pequenas, de quatro e cinco anos, gostam muito de jogos em que podem montar e inventar cenários no computador para imprimir e pintar. Elas adoram vestir personagens ou interagir com um cenário. Elas também apreciam jogos que produzem sons, como aqueles com teclados e objetivos sonoros. Softwares com histórias também estão entre os preferidos dos pequenos.  Prefira sempre aqueles jogos no qual mais de uma pessoa possa participar, pois é uma oportunidade para você brincar com a criança ou ela conviver socialmente com amigos.

No clima de Dia das Crianças, visite a galeria de brinquedos tecnológicos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail