Home > Notícias

Microsoft afirma que regulações não atrasarão Windows Vista na Europa

Após ameaçar não cumprir prazo de lançamento, MS revela que chegou a consenso com União Européia sobre práticas antitruste no sistema

Por Peter Sayer, para o IDG Now!*

13/10/2006 às 10h58

Foto:

Após ameaçar não cumprir prazo de lançamento, MS revela que chegou a consenso com União Européia sobre práticas antitruste no sistema

A Microsoft concordou em fazer mudanças no seu aguardado sistema operacional Windows Vista para satisfazer reguladores na União Européia. Mesmo com as mudanças, o programa ainda será vendido conforme seu prazo original, disse a companhia nesta sexta-feira (12/10).

A empresa advertiu anteriormente que o Vista poderia atrasar na Europa pelas preocupações de autoridades reguladoras sobre o impacto do sistema na competição do setor, mas afirmou logo após que mantinha "diálogos construtivos" com autoridades e que as mudanças não acarretariam em atrasos no lançamento do Vista.

Uma corte européia ainda está considerando a apelação da Microsoft na decisão antitruste que considerou a empresa culpada há dois anos e meio de usar seu monopólio de maneira injusta no setor de sistemas operacionais para melhorar sua posição nos mercados de servidores e softwares multimídia.

A Comissão Européia expressou preocupações que a Microsoft pudesse usar o lançamento do Vista para se conceder vantagens comerciais no mercado de softwares de segurança.

A companhia concordou em fazer diversas mudanças no Windows Vista junto  às ordens dos reguladores de competição da UE, disse a Microsoft nesta sexta-feira.

A Microsoft também manteve negociações com autoridades de competição na Coréia, que também levantaram questões sobre suas práticas de negócios, e espera entregar o Vista em tempo no país também, disse o comunicado.

A empresa planeja divulgar o sistema operacional no prazo, para seus clientes corporativos que trabalham com grandes volumes em novembro e para clientes em geral em janeiro.

"Estamos animados em apresentar melhorias de segurança e novas funções inovadoras no Windows Vista para nossos clientes e parceiros ao redor do mundo, e estamos comprometidos em aderir a leis locais de cada região", disse Steve Ballmer, chief executive officer da Microsoft, em um anúncio escrito.

*Peter Sayer é editor do IDG News Service, em Paris.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail