Home > Notícias

Oracle inaugura projeto educacional Think no Brasil

Baseado em Web 2.0, Think.com estréia em português com 12 colégios que formularão projetos colaborativos entre alunos e professores

Por Guilherme Felitti, repórter do IDG Now!

10/11/2006 às 11h15

Foto:

Baseado em Web 2.0, Think.com estréia em português com 12 colégios que formularão projetos colaborativos entre alunos e professores

A Fundação de Educação Oracle, organização sem fins lucrativos financiada pela Oracle, lançou nesta quinta-feira (09/11) a versão em português do projeto educacional Think.com.

Definido como uma "comunidade online de aprendizado", o Think.com oferece ferramentas de interação para que professores do ensino básico desenvolvam projetos educacionais pela internet com seus alunos.

O projeto piloto do Think.com no Brasil já conta com a participação de 12 colégios dentro do estado de São Paulo, segundo Cyro Diehl, vice-presidente de vendas indiretas para a América Latina da companhia.

Baseado em dados relativos ao projeto no Chile, Diehl projeta que o Think.com deverá atingir cerca de 200 mil estudantes em 400 escolas primárias espalhadas pelo Brasil dentro de três anos.

O Think.com também propõe acordos dos colégios de ensino básico com instituições de ensino como forma de aproximar professores e formular novas iniciativas.

Neste âmbito, o projeto brasileiro já conta com a participação de Prodesp, Escola do Futuro, ligada à Universidade de São Paulo, e Fundação Bradesco.

A aproximação, segundo James Ballard, vice-presidente global da Fundação de Educação Oracle, amenizará mais rápido o principal problema com a comunidade em seu início: a falta de projetos colaborativos em português.

Ballard também vê a Web 2.0 como ferramenta imprescindível para o futuro da educação. "O movimento (de Web 2.0) inspira estudantes a criar, compartilhar e comparar conteúdo alheio, além de impulsionar a inclusão digital de uma maneira global".

Projetos capitaneados por grandes companhias, como o Think.com, que consome parte dos 18 milhões de dólares investidos anualmente pela Oracle na Fundação de Educação Oracle, é uma maneira de "diminuir o abismo digital" em pouco tempo, segundo o executivo.

Ballard, no entanto, crê que a inclusão digital passe pela combinação entre ferramentas de educação e doações de equipamentos para colégios. "Um não se faz sem o outro. O software precisa do hardware e vice-versa".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail