Home > Notícias

Windows Vista cumpre decisão antitruste imposta pelos Estados Unidos

Documento dos EUA confirma que novo sistema não confronta decisão antitruste imposta à Microsoft, ao contrário da Comissão Européia

Por Jeremy Kirk, para o IDG Now!*

22/11/2006 às 15h01

Foto:

Documento dos EUA confirma que novo sistema não confronta decisão antitruste imposta à Microsoft, ao contrário da Comissão Européia

O sistema operacional Windows Vista, da Microsoft, não representa riscos de truste até agora, de acordo com o último relatório sobre contribuições da companhia com acordos antitruste impostos pelos Estados Unidos.

A companhia entregou todos os bugs identificados com relação à interação do Vista com softwares de middlewares de outras companhias, de acordo com o documento, entregue na Corte Distrital dos Estados Unidos em Washington.

A Microsoft aumentou sua cooperação com o comitê técnico da corte em diversas maneiras para ajudar a garantir que os vendedores de middleware tiveram seus softwares preparados para o Vista antes que o sistema chegue, afirma o documento.

O documento define middleare como softwares como mensageiros instantâneos, tocadores de mídia, clientes de e-mail e navegadores. Cerca de 30 fabricantes estão trabalhando com reguladores e com a Microsoft em como os produtos funcionarão com o Vista, disse o documento.

Os órgãos do governo norte-americano que fazem parte do processo antitruste contra a Microsoft conduziram "testes extensivos" em versões anteriores do Vista e o Internet Explorer 7 para garantir que a companhia está em acordo com a decisão antitruste de novembro de 2002, disse o relatório.

Como parte do acordo, a Microsoft concordou em licenciar protocolos de comunicação para fabricantes de TI interessados no desenvolvimento de softwares para servidores que funcionem de acordo com o sistema Windows.

Após reclamações, a Microsoft está reescrevendo alguns documentos técnicos do seu Microsoft Communications Protocol Program (MCPP).

O relatório revela ainda que a Microsoft tornou a nova documentação mais fácil de entender, mas a companhia precisar manter o cronograma para a entrega de outros documentos. A companhia tem até novembro de 2009 para dar estas informações.

A Comissão Européia também está estudando o Vista, seguindo sua decisão antitruste de 2004 contra a Microsoft. Até agora, a Comissão não tomou nenhuma ação contra o sistema. A Microsoft alertou que, caso interferências regulatórias atrasem o lançamento europeu do Vista, isto poderia afetar a economia do continente.

A Microsoft planeja lançar o Vista para clientes corporativos em 30 de novembro.

Em 2004, a Comissão multou a Microsoft em 497 milhões de euros por abuso do seu monopólio no mercado de desktops, ordenou que a empresa lançasse versões do Windows XP sem o Media Player e fixou prazos para que protocolos e documentos sobre sistemas para servidores fossem licenciados.

A Microsoft está apelando da decisão ante à Corte Européia da Primeira Instância, em Luxemburgo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail