Home > Dicas

Refine seus cliques

Pronto para tornar-se o fotógrafo oficial da família? Confira nossas dicas

Por MacWorld (EUA)

29/11/2006 às 15h03

Foto:

Pronto para tornar-se o fotógrafo oficial da família? Confira nossas dicas

fotografoIQuase todas as câmeras digitais oferecem modos automáticos de ajuste que fazem boa parte do trabalho difícil da fotografia. Mas nem mesmo os melhores modos automáticos acertam sempre. Confira as dicas a seguir para conseguir melhores fotos e aprenda a tirar maior proveito de sua máquina fotográfica.

.: Domine a luz

Toda vez que você for fotografar em novos locais, será preciso tomar algumas decisões sobre a luz disponível. Qual é a intensidade? Que tipo de fonte? As respostas ajudarão na hora de escolher o ISO e o balanço de branco corretos.  É possível ajustar sua câmera de diferentes maneiras, e não é preciso utilizar apenas um modo de sensibilidade à luz em todas as fotos. Esse item é medido em uma escala chamada ISO – normalmente 100, 200, 400 ou mais.  Quanto maior for esse valor, maior será a sensibilidade da câmera à luz. 

Com esse índice ajustado em níveis altos, fica mais fácil tirar fotos sob pouca luz. Durante o dia, o ISO alto força a câmera a usar mais velocidade de disparo, ajudando a congelar movimentos. Em geral, o automático da câmera rende bons frutos, mas deve ser ajustado de acordo com a intensidade da luz no local a ser fotografado.

A maioria dos equipamentos vem com um atributo de ajuste automático do balanço de branco que se baseia na iluminação corrente do ambiente. Diversas câmeras vêm com o balanço de branco pré-ajustado para os tipos de luz mais comuns: dia de sol, dia nublado, luz incandescente e luz fluorescente. Se a opção automática de sua câmera não for confiável, é melhor mudar para um dos modos programados sempre que as condições de luz forem alteradas.

.: Compressão a seu favor

Imagens com mais pixels são bem detalhadas, mas também ocupam mais espaço no cartão de memória. O ajuste de compressão afeta diretamente a qualidade geral da foto. Quanto mais uma imagem é comprimida mais ela se degrada. O ideal é salvar os arquivos na menor taxa de compressão para proporcionar maior qualidade de reprodução. Mas nem sempre isso é possível.

Se a idéia for imprimir as imagens após fotografar, use a resolução máxima e aumente a compressão. Isso fará com que a qualidade da impressão não fique tão degradada quanto se estivesse em baixa resolução. Se a finalidade for e-mail, vídeo ou web, ajuste o item comprimir para a melhor qualidade (menor quantidade) e diminua a resolução. Na maioria dos casos, pode-se usar 640 por 480 pixels.

++++

.: Exposição perfeita

fotografoIIOs controles de exposição de sua câmera asseguram que haja luz suficiente para render uma boa imagem. Isso se faz equilibrando a velocidade do disparador e a abertura da lente. Quando o disparador é pressionado até a metade, a câmera executa uma lista de tarefas: calcula o foco apropriado, seleciona o balanço de branco e usa a intensidade da luz para mensurar a quantidade de luminosidade na cena, e assim determinar a velocidade de disparo e a abertura apropriada. 

O modo automático de exposição das câmeras costuma apresentar bons resultados, mas para situações nas quais há muito movimento ou tomadas com fundo suave é melhor usar os controles manuais. Estes controles variam de acordo com o modelo da câmera, e o ideal é testá-los para encontrar o ponto adequado de uso.

.: JPEG versus RAW

A maioria das câmeras compactas captura a informação da imagem, processa e registra no cartão de memória no formato JPEG, que conta com uma alta taxa de compressão e faz com que mais fotos sejam armazenadas na mídia. Câmeras avançadas permitem que você salve imagens no formato RAW, além de no JPEG. As imagens RAW não são processadas como os arquivos JPEG. No modo RAW, não importa quais sejam os ajustes, a máquina registra os dados brutos e deixa você trabalhar na foto depois, proporcionando uma qualidade melhor. A desvantagem dos arquivos RAW é que eles são maiores do que os JPEG. Uma foto no primeiro formato ocupa 3 MB, enquanto que no segundo ela atinge 8 MB.

++++

.: Para criar imagens mais atraentes

Segredos do flash

fotografoIIIUm dos controles mais importantes nas câmeras é o flash. Muitos fotógrafos deixam o flash da máquina digital em modo automático e calculam que a câmera sabe o que é melhor para ser usado.

Mas essa não é a melhor pedida. Se uma luz bem colocada é o segredo de uma boa foto, o flash é a maior arma da sua câmera.

Para usar bem, é preciso ir além do modo automático. Em muitos casos, é melhor usar opções como ligado, desligado e sincronização lenta. Quando usados corretamente, esses modos transformam fotos comuns em imagens atraentes.

Bem no retrato

O flash ligado é perfeito para retratos ao ar livre. O problema é que essa luz geralmente vem da direção errada. Navegue até encontrar o modo ligado (flash on). Verifique se você está com um bom alcance de flash, cerca de 2,5 metros, e tire a foto. A câmera vai equilibrar a luz de fundo com a luz do flash, resultando num retrato iluminado por igual.

Desligue para captar o clima

Da mesma forma que o flash ajuda na hora de tirar fotos ao ar livre, desligálo é a melhor pedida em ambientes fechados (se houver boa iluminação, claro).  Essa técnica funciona ainda melhor em retratos com luz de janela. No modo desligado, sua câmera registra somente a luz que estiver no ambiente.

Estabilize a câmera

Monte a câmera em um tripé, componha a cena e pressione o disparador. O tripé firma a máquina e elimina os pequenos movimentos. Pode-se ainda refinar essa técnica usando um timer ou controle remoto para programar o disparo.

Cenário de fundo

Em situações como fotografar um restaurante ou uma recepção de casamento, é interessante captar os detalhes de fundo. É nessas horas que o modo de sincronia lenta, conhecido também como noturno, entra em cena. A câmera diminui a velocidade de disparo para registrar a atmosfera do ambiente e depois aciona o flash para revelar o que foi fotografado.

Evite iluminação lateral

Os fotógrafos amadores costumam contar com apenas uma fonte de luz: o sol ou a lâmpada mais próxima. O problema é que ela freqüentemente cria sombras, que acentuam a textura. Se for possível, consiga mais uma forma de iluminação.  Caso contrário, certifique-se de que a luz está de frente para o objeto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail