Home > Notícias

Um em cada cinco pais nos EUA acha que o filho navega demais na web

Pesquisa de universidade da Califórnia revela ainda que retirar o acesso à internet virou um castigo aplicado por 47% dos pais

Por Redação do IDG Now!

30/11/2006 às 11h12

Foto:

Pesquisa de universidade da Califórnia revela ainda que retirar o acesso à internet virou um castigo aplicado por 47% dos pais

Um em cada cinco pais nos Estados Unidos acredita que seu filho passa tempo demais navegando na web, segundo uma pesquisa da Universidade do Sul da Califórnia (USC, do inglês University of Southern California), antecipada à agência internacional Associated Press.

O estudo mostra que a preocupação cresceu: em 2000, 11% dos pais acreditavam que as crianças ficavam online tempo demais, número que aumentou para 21% em 2006. Apesar do crescimento, os pais ainda se preocupam mais com a TV: 49% acham que os filhos passam tempo de mais na frente da telinha.

Apesar de 80% das crianças dizerem que a internet é importante para trabalhos escolares, 75% dos pais dizem que as notas dos filhos não melhoraram desde que eles começaram a acessar a web.

Retirar o acesso à internet também virou um castigo para 47% dos pais - quase tão popular como proibir a TV, punição usada por 57% deles.

Conduzido desde 2000, o estudo mostra que 78% dos norte-americanos têm acesso à internet. A pesquisa foi realizada entre fevereiro e abril, com 2.269 entrevistados por telefone. A margem de erro é de 3%.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail