Home > Notícias

Brasileiros com celular têm renda de até R$ 480 e escolaridade média

Do total de brasileiros com celular, 64% têm renda de até R$ 480, nível médio de escolaridade (49%) e idade entre 14 e 30 anos

Por Redação do IDG Now!

30/11/2006 às 11h16

Foto:

Do total de brasileiros com celular, 64%  têm renda de até R$ 480, nível médio de escolaridade (49%) e idade entre 14 e 30 anos

A maioria dos brasileiros que possui telefone celular tem renda mensal de até 480 reais (64%), nível médio de escolaridade (49%) e faixa etária entre 14 e 30 anos. A conclusão vem do estudo “Perfil do Consumidor Brasileiro de Telefonia Celular“, divulgado nesta quarta-feira (29/11) pela operadora Vivo.

O estudo, que integra a primeira edição do “Indicadores VIVO do Mercado Brasileiro de Telefonia Móvel”, revela que o mercado brasileiro deve atingir 101 milhões de aparelhos vendidos este ano e um índice de penetração de 54%. Em 1998 foram registrados 7 milhões de aparelhos (4% de participação no mercado).

O mercado brasileiro, entretanto, ainda apresenta potencial de crescimento em receita e penetração, especialmente nas classes de renda mais baixa. A média mundial da receita de telefonia móvel é de 7,9% do PIB, contra 5,4% registrados no Brasil.

A penetração nas classes C, D e E alcança 45% ante os 80% registrados nas classes A e B somadas. Na média, a penetração brasileira em Outubro deste ano era de 51,6%, índice bastante inferior aos 89% verificados nos países desenvolvidos.

Em relação à renda mensal, o segundo maior grupo de consumidores de celular possui renda entre 481 reais e 1.199 reais (26%) e o grupo com renda acima de 1.200 reais representa 10% do mercado.

Quando se trata de grau de escolaridade, 14% possuem nível superior, 49% nível médio e 37% cursaram até o ensino fundamental.

Quanto à faixa etária, o estudo indica uma grande concentração de usuários com idade entre 14 e 30 anos (50%), enquanto 38% têm entre 31 e 50 anos e 12% estão na faixa de mais de 51 anos. Nesta última faixa etária, a pesquisa revela o maior crescimento entre junho de 2005 e junho de 2006 (53%).

A partitipação de mercado de usuários com idade entre 51 e 50 anos cresceu 46%, enquanto a faixa de consumidores entre 33 e 40 anos apresentou um crescimento de 20%. Os consumidores com idade de 25 a 32 anos tiveram um aumento de participação de 35%, enquanto os brasileiros com idade entre 19 e 24 anos aumentaram 34%, os de 14 a 18 anos cresceram 17% e a faixa de 7 a 13 anos cresceu 33%.

A pesquisa da Vivo se baseou em dados de mercado da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o  Sistema de informações e indicadores culturais 2003 divulgado hoje pelo IBGE, as famílias brasileiras gastaram com Cultura, em média, 115,50 reais, dos quais 50,97 reais com Telefonia, seguida por Aquisição de eletrodomésticos ligados à área cultural (17,25 reais) e Atividades de Cultura, lazer e festas (13,82 reais).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail