Home > Notícias

AMD recebe intimação nos EUA ligada a investigação de chips gráficos

Empresa, que adquiriu recentemente a ATI Technologies, foi chamada a colaborar em investigação do Departamento de Justiça

Por Nancy Gohring, para o IDG Now!*

01/12/2006 às 11h28

Foto:

Empresa, que adquiriu recentemente a ATI Technologies, foi chamada a colaborar em investigação do Departamento de Justiça

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos intimou a Advanced Micro Devices (AMD) como parte de uma investigação de antitruste no mercado de processadores gráficos, disse a AMD na quinta-feira (01/12).

A AMD entrou recentemente no mercado de chips gráficos com a aquisição da ATI Technologies, que foi concluída no último mês. O Departamento de Justiça não fez acusações contra a AMD ou a ATI, e a empresa pretende cooperar com a investigação.

Embora o órgão não revele o que está investigando, um analista de indústria especulou que o caso tem a ver com fixação de preços. O Departamento de Justiça já acusou uma série de empresas da área de memória DRAM (Dynamic RAM) de combinar preços, e investiga companhias do mercado de SRAM (Static RAM) pelo mesmo motivo.

“Se eles quiserem, podem entrar em cada área da indústria de semicondutores e encontrar o mesmo problema”, disse o analista do Gartner, Richard Gordon. Isto porque há um número restrito de fornecedores no mercado e um canal aberto de comunicação entre os concorrentes e clientes, que podem não definir fixação de preço nos mesmos termos do Departamento, disse ele.

A investigação não deve beneficiar os usuários finais, segundo Gordon. Historicamente os preços de componentes variam conforme a oferta e a demanada e ele duvida que uma investigação como esta vá resultar em preços menores.

No mercado de DRAM, o Departamento de Justiça acusou a Samsung Electronics, a Hynix Semiconductor America, a Elpida Memory e a Infineon Technologies por fixação de preços e condenou as empresas a pagar multas multimilionárias.

A Sony, a Cypress Semiconductor e os braços norte-americanos da Mitsubishi Electric, Samsung Electronics e Toshiba foram todos intimados a entregar informações para o Departamento de Justiça na investigação sobre preços de SRAM.

*Nancy Gohring é editora do IDG News Service, em Dublin.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail