Home > Notícias

MySpace forma aliança para rastrear acusados de abuso sexual na rede

Acordo com Sentinel Tech criará banco de dados com acusados de crime sexual para que perfis de usuários maliciosos sejam removidos

Por Nancy Gohring, para o IDG Now!*

06/12/2006 às 11h23

Foto:

Acordo com Sentinel Tech criará banco de dados com acusados de crime sexual para que perfis de usuários maliciosos sejam removidos

Investindo em esforço para manter abusos sexuais longe do MySpace, a popular rede social se aliou a uma companhia de verificação de identidade online para construir uma base nacional de pedófilos, com empregados dedicados a checar os perfis do MySpace.

A Sentinel Tech Holding construirá um banco de dados contendo informações sobre quem já praticou abuso sexual nos Estados Unidos registrados em diversas agências legais federais ou estaduais.

O banco de dados, que será atualizado com freqüência, incluirá detalhes como nome, idade, aparência física e fatores de distinção, como tatuagens e cicatrizes.

Empregados do MySpace monitorarão o site 24 horas por dia atrás de usuários maliciosos registrados, removendo qualquer perfil que bata com as informações legais.

O MySpace vem pressionando agências reguladores por uma nova legislação que poderia ajudar o programa de identificação.

A companhia quer uma lei que exija que criminosos registrem seus e-mails em um banco nacional de dados.

A lei estipularia que o uso de e-mail não registrado constitui violação, forçando criminosos a voltarem à cadeira. Caso tal lei seja aprovada, o MySpace pode facilmente identificar criminosos que têm perfis no site, disse a companhia.

O MySpace vem sendo criticado por permitir perfis registrados por usuários acusados de abuso sexual. No começo do ano, jornalistas pelo mundo começaram a bater banco de dados sobre criminosos com os perfis do MySpace, encontrando referências e publicando resultados.

A rede social respondeu contratando um chief security officer para gerenciar questões ligadas à segurança do site e apresentou uma campanha de propaganda para promover a segurança online.

O MySpace ainda enfrenta alguns problemas legais. A maioria dos criminosos, por exemplo, não são completamente proibidos de criar um perfil do MySpace, o que torna suspeito se o MySpace receberá críticas pela remoção.

* Peter Sayer é editor do IDG News Service, em Paris.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail