Home > Notícias

Negroponte sugere que países ricos comprem XOs para nações pobres

Presidente do One Laptop per Child confirma negociações com França, Finlândia e Emirados Árabes Unidos para países mais pobres

Por Redação do IDG Now!*

07/12/2006 às 11h39

Foto:

Presidente do One Laptop per Child confirma negociações com França, Finlândia e Emirados Árabes Unidos para países mais pobres

O pesquisador Nicholas Negroponte, presidente da One Laptop per Child, aventou a idéia de quem países ricos comprem notebooks educacionais XO para nações mais pobres.

Durante o evento Telecom World 2006, Negroponte revelou que vem negociando com governos para que Finlândia, Emirados Árabes Unidos e França comprassem portáteis para Namíbia, Paquistão e países africanos de colonização européia, respectivamente.

"A única razão para negociar com Europa, Estados Unidos e Japão é financiar outras crianças (em nações em desenvolvimento)", disse ele em entrevista ao site Silicon.com.

A iniciativa de usar mercados estabelecidos para financiar os notebooks educacionais para nações mais pobres não é novidade.

Em setembro, Negroponte afirmou que venderia uma carga limitada de XOs no eBay pelo preço de 450 dólares - para as nações que participam do projeto OLPC, o XO sairá inicialmente por cerca de 150 dólares.

Cada notebook vendido pelo site de e-commerce, disse Negroponte na ocasião, ajudaria a financiar três para países pobres.

Em visita ao Brasil há duas semanas, Negroponte entregou ao presidente Lula o primeiro XO fabricado e anunciou que os servidores usados mundialmente pelo projeto OLPC teriam fabricação nacional.

Nesta quarta-feira (05/12), a Intel oficializou a chegada do notebook rival ClassMate PC ao mercado brasileiro, programado para chegar a colégios públicos e privados em março de 2007.

Ao contrário do OLPC, que fabricará sua primeira carga de 5 milhões de notebooks na China, o ClassMate PC terá produção local no Brasil, pelas mãos da Positivo e CCE.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail