Home > Notícias

Site argentino de MP3 é acusado de instalar cavalo-de-tróia

Grupos de proteção ao consumidor querem investigação sobre site argentino que fornece programas para buscar música na web

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

08/12/2006 às 11h04

Foto:

Grupos de proteção ao consumidor querem investigação sobre site argentino que fornece programas para buscar música na web

Dois grupos de proteção ao consumidor querem que a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, da sigla em inglês), investigue o site argentino FastMP3Search.com.ar, que distribuiu um software usado para buscas de música digital na web.

A StopBadware.org e o Centro pela Democracia e Tecnologia pretendem juntos entrarem com uma reclamação oficial contra o site, pedindo uma investigação do que consideram a pior das pragas virtuais encontradas no último ano.

Segundo o co-diretor da StopBadware.org,  o professor John Palfrey, da Escola de Direito de Harvard, o plugin da página desabilita o firewal do Windows, instala cavalos-de-tróia e adwares, geralmente empaca o computador do usuário e é impossível de ser removido.

O site argentino informa os usuários que o software aumentará a velocidade de busca de arquivos de som na web desde que “você concorde em também instalar nosso plugin, que pode permitir pop-ups de propaganda ocasionalmente”.

Apesar de a comissão federal já ter previamente tentado conseguir ordens judiciais para fechar o site, o fato de a empresa estar aparentemente baseada na Argentina complica as coisas. No entanto, o professor explica que mesmo quando um site é internacional, pode haver ações coordenadas entre os dois governos caso ele esteja impactando negativamente consumidores norte-americanos.

Representantes do FastMP3Search.com.ar, registrado pela empresa Direct AS, de Buenos Aires, não foram encontrados para comentar as acusações nem pela redação nem pela própria StopBadware.org.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail