Home > Notícias

Microsoft oferece software para programação de robôs domésticos

Voltado para acadêmicos e entusiastas, Robotics Studio 1.0 é aposta da MS para fomentar mercado de aplicações para robôs domésticos

Por James Niccolai, para o IDG Now!*

13/12/2006 às 11h06

Foto:

Voltado para acadêmicos e entusiastas, Robotics Studio 1.0 é aposta da MS para fomentar mercado de aplicações para robôs domésticos

A Microsoft divulgou nesta quarta-feira (13/12) a versão comercial de seu software para robôs, esperando ajudar a formar um mercado assim como fez com o de softwares para PCs há algumas décadas.

Seu Robotics Studio inclui ferramentas de programação voltadas a facilitar a elaboração de aplicações para robôs, e um ambiente de testes que permita seu uso por repetidas vezes em diferentes tipos de hardware.

O software é gratuito para entusiastas e uso acadêmico. Companhias que queiram usar o aplicativo comercialmente devem comprar uma licença, com preço inicial de 399 reais.

O software é para a programação de todos os tipos de robôs, de acordo com a Microsoft, de brinquedos a equipamentos industriais.

A companhia vê o mercado de robôs no mesmo estado inicial que estava o mercado de PCs nos anos 70.

O hardware para a construção de robôs, incluindo processadores e armazenamento, se tornou relativamente barato, mas a indústria ainda pena pela falta de ferramentas de programação e uma plataforma comum de software que permita que aplicações sejam reutilizadas.

O Windows ajudou a resolver o problema para PCs, oferecendo plataforma e ferramentas comuns em que a indústria poderia focar seus esforços. A companhia espera fazer algo similar com o Robotics Studio, ainda que pareça incerto ainda como a experiência como PCs será usada no setor de robôs.

Robotics Studio 1.0 inclui um ambiente de programação que suporta linguagens em Visual Studio, da Microsoft, incluindo Visual Basic, assim como ferramentas de arrastar e soltar para iniciantes.

O software tem um ambiente de simulação para que desenvolvedores possam visualizar seus robôs antes da construção, usando um sistema de processamento licenciado da Ageia Technologies, além de códigos de amostras e tutoriais.

O ambiente de testes suporta aplicações escritas para robôs com processadores de 8-bit, 16-bits e 32-bits, incluindo dispositivos multicore. As aplicações podem rodar no robô ou mesmo no PC.

A Microsoft agregou cerca de 30 parceiros para suportar seus esforços. Entre eles, o Robotics Studio é compatível com o popular kit de robôs da Lego Mindstorms e a interface do aspirador Roomba, da iRobot.

Cerca de um milhão de "robôs pessoais" serão vendidos em todo o mundo neste ano, disse a Microsoft, citando dados da Federação Internacional de Robôs. O número é pequeno comparado ao mercado de PC, mas a companhia espera que cresça rapidamente nos próximos anos.

O site dos desenvolvedores robóticos da Microsoft contém mais informações, incluindo um link para o download do Robotics Studio.

O software roda em Windows Server 2003 e no Windows XP Professional Serice Pack 2. A página funciona apenas com posteriores ao Internet Explorer 5.01.

*James Niccolai é repórter do IDG News Service, em Paris.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail